"Vamos elevar o tom", diz Jorge Solla sobre governo Bolsonaro - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


"Vamos elevar o tom", diz Jorge Solla sobre governo Bolsonaro

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 31 de outubro de 2018 - 0 Comentários

" Sei que, se nosso trabalho falhar, esses quatro anos podem durar década" diz Solla

DeputadoFfederal Jorge Solla

O deputado federal Jorge Solla (PT-BA), em nota enviada à militância petista, afirmou que "elevará o tom" das críticas ao próximo presidente da República, Jair Bolsonaro, eleito neste domingo. Na nota, o petista recordou da morte de Mariele Franco, de Mestre Moa e do jovem Charlione Lessa, assassinado enquanto participava de carreata pró-bolsonaro.

"Temos a noção que a partir de hoje a vida de milhares de trabalhadores rurais sem terra e índios estão em jogo, que a vida de gays, travestis, de negros da periferia, de militantes da esquerda estão em jogo", disse o petista, condenando a onda de violência contra minorias políticas legitimada pelo discurso do presidente eleito.

" Sei que, se nosso trabalho falhar, esses quatro anos podem durar décadas. (...) O desafio é grande diante à força do arbítrio e do ódio. Eles nos querem assustados, estaremos na luta desde o primeiro momento. Eles nos querem intimidados; vamos elevar o tom", completou Solla.

Veja nota completa:

LUTO PARA MIM É VERBO

As urnas me colocaram no desafio de estar na linha de frente da defesa da democracia. Sei que, se nosso trabalho falhar, esses quatro anos podem durar décadas. Lutarei por meu neto, pelos meus filhos, por cada um dos 135.657 baianos que confiaram em mim os seus votos, lutarei por cada trabalhador brasileiro.

O desafio é grande diante à força do arbítrio e do ódio. Eles nos querem assustados, estaremos na luta desde o primeiro momento. Eles nos querem intimidados; vamos elevar o tom. Temos a noção que a partir de hoje a vida de milhares de trabalhadores rurais sem terra e índios estão em jogo, que a vida de gays, travestis, de negros da periferia, de militantes da esquerda estão em jogo.

Mariele, Mestre Moa, Charlione e as vítimas de violência fascista em todo o país nos dá a implacável obrigação de se manter de pé. Parabéns a cada brasileiro que nesses últimos dias se uniram para muito além da militância petista e lutaram até o fim para virar cada voto. A democracia nos une, os direitos humanos nos une, a tolerância e o amor nos une! Seguiremos unidos!
 
JORGE SOLLA
Deputado federal (PT-BA)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores