TSE manda remover da internet 35 'fake news' que atacam Haddad - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

TSE manda remover da internet 35 'fake news' que atacam Haddad

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 6 de outubro de 2018 - 0 Comentários

TRE  ainda  determinou que o Facebook e o Google forneçam à Justiça o IP (número identificador) dos computadores usados.  






O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Carlos Horbach determinou ao Facebook e ao Google, neste sábado (6), que removam da internet em até 24 horas 35 publicações com conteúdos falsos ou montagens grosseiras contra o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad.
Horbach atendeu parcialmente a um pedido feito na quinta (4) pela coligação de Haddad, que abriu um canal para que internautas pudessem denunciar possíveis "fake news". Em parte dos links denunciados ao TSE o ministro não viu irregularidades, mas, em outra parte, o ministro considerou haver indícios de ilicitude.

Além da remoção dos conteúdos, Horbach determinou que o Facebook e o Google forneçam à Justiça o IP (número identificador) dos computadores usados, os dados cadastrais dos detentores dos perfis nas redes sociais e outras informações sobre acesso à rede.
O conteúdo das postagens está relacionado a oito temas, como "crianças" -informação de que Haddad quer que as crianças sejam propriedade do Estado-, "sexualidade" -notícia falsa de que o petista vai distribuir mamadeiras com bico de pênis-, "economia" -Haddad irá confiscar a poupança- e "religião" -Manuela d'Ávila, candidata a vice, vestindo camiseta de Jesus travesti.

Há também links pedindo voto no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não é candidato, atribuindo a ele o número 17, que é do presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro.
A decisão de Horbach é uma das de maior extensão que o TSE proferiu nestas eleições. O tribunal não teve êxito na contenção da disseminação de "fake news". A corte informou que abriu 19 processos, em tramitação ou já encerrados, sobre notícias falsas durante a disputa deste ano. 

Com informações da Folhapress.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS