Solla diz que Neto revela “tradição em autoritarismo” ao apoiar Bolsonaro - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Solla diz que Neto revela “tradição em autoritarismo” ao apoiar Bolsonaro

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 16 de outubro de 2018 - 0 Comentários

"No final da carreira ACM Neto terá um epitáfio político" diz o deputado



Em pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (16), o deputado federal Jorge Solla retrucou as declarações do prefeito ACM Neto (DEM), que tentou em entrevista à imprensa se desvincular dos valores defendidos por Jair Bolsonaro, candidato a quem declarou apoio na semana passada.
“O prefeito de Salvador vai pagar caro ao apoio oportunista que dá agora ao Bolsonaro. Não é de estranhar, quem puxa aos seus não degenera. O prefeito de Salvador, do DEM, tem raiz autoritária de família, seu avô se orgulhava de dizer que governava com o saco de dinheiro na mão e um chicote na outra”, disse o deputado petista.
Jorge Solla lamentou a onda de violência praticada por eleitores de Bolsonaro e recordou do assassinato de Moa do Katendê, mestre de capoeira esfaqueado até a morte após declarar voto em Haddad. “Não é surpresa que ACM Neto se sinta tão bem, tão à vontade do lado do fascista Bolsonaro. Só que a Bahia é negra, é tolerante, é a terra do sincretismo religioso, onde as religiões de matrizes africanas convivem com o cristianismo na mesma procissão, nas mesmas festas, na mesma fé em um país civilizado, que pregue a cultura da paz e não da violência, contra o racismo, contra a homofobia, com fé em um país solidário”, completou o petista.
“No final da carreira ACM Neto terá um epitáfio político ao lado do que há de pior nesse país. Com quem porcos se mistura... Já diz o ditado popular”.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS