Protestos contra ideias de Bolsonaro a respeito das mulheres - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Protestos contra ideias de Bolsonaro a respeito das mulheres

Por: Ed Santos - quinta-feira, 4 de outubro de 2018 - 0 Comentários



Um grupo de Itiruçuenses formado por eleitores de diversos candidatos fizeram uma manifestação por uma agenda em comum, que é o rechaço as declarações do candidato Jair Bolsonaro e seu vice Mourão, que segundo considera o grupo ofende mulheres, idosos com avós, grupos de diversidades sexuais, grupos étnicos como afrodescendentes, indígenas e trabalhadores. A manifestação é inspirada no manifesto #ELENÃO do último sábado que reuniu centenas de milhares de pessoas no Brasil, em especial, mulheres.

O candidato até tem amaciado o discurso, mas ao longo de seu mandato como deputado disse frases como: “não serve nem para procriar”- se referindo aos quilombolas; tem batido boca com mulheres onde costumam chamá-las de vagabunda, entre outros adjetivos pejorativos e ainda critica a ideia de igualdade de salários entre homens e mulheres. O candidato foi condenado em segunda instancia, mais absolvido por Alexandre de Moraes do STF, por apologia ao estupro, quando disse que não estuprava uma colega de congresso pois ela não merecia, dando indícios que existia quem merecesse. Já seu vice chamou de desajustado pessoas criadas por mães solteiras ou avós e tem feito declarações contra o 13º salário de trabalhadores.

O movimento em Itiruçu saiu da Rua Felipe Tiago na Sete Portas e percorreu ruas e o centro da cidade. Organizadores falam de 100 pessoas no evento e pelo menos 30 veículo ocupados com várias pessoas. O movimento foi espontâneo, sem nenhuma liderança política e nasceu há dois dias pelas redes sociais e contou com participantes de Itiruçu.

Os manifestantes gritavam palavras de ordem contra o racismo e os preconceitos num geral.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS