Arrow

PRESSIONE o botão PLAY para reproduzir a rádio, caso não toque automaticamente. Estamos em fase de testes...




Engenheiro da Embasa fala sobre a falta de água em Itiruçu

Por: Ed Santos - sexta-feira, 19 de outubro de 2018 - 0 Comentários

O Engenheiro revelou algumas medidas para regularizar abastecimento de água em Itiruçu.



Nossa reportagem conversou com Waldson Engenheiro de Operação da EMBASA sobre a problemática da falta de água em Itiruçu. Problema de mais de 20 anos que agora chegou ao clímax com a falência do reservatório que abastecia os municípios de Itiruçu e Lajedo do Tabocal.
A situação é crítica e todo Itiruçu hoje a reclamação é única: falta água. Falta em uns lugares há 8 dias e em outros há mais de 30. Situação crítica!
Na conversa, Waldson nos garantiu que a estatal baiana estará adotando medidas paliativas como a escavação de poços artesianos e um novo formato de distribuição da água. O novo formato conforma da seguinte maneira: Dois reservatórios, sendo um no alto do cemitério no Bairro do Cruzeiro e outro no alto do Bairro Santo Antônio hoje atua para áreas distintas do município. Com a nova forma haverá alternância de dias e assim os dois reservatórios concentrará a distribuição para uma mesma zona, depois fecha para aquela e abre para a outra zona. Segundo Murilo, chefe local da estatal, a medida fará com que a agua flua mais forte sendo assim suficiente para atender localidades onde antes tinha dificuldade. A mesma medida também será adotada para a zona rural. O engenheiro também nos confirmou que haverá troca de tubulações a fim de dar maior vazão da água, assim chegando com mais forças nas extremidades da cidade.  Ele no entanto alerta para irregularidades no fornecimento durante os dias em que a equipe estiver realizando as obras citada. As obras devem começar já nessa segunda feira dia 22 de outubro.
Waldson ainda nos falou sobre a solução a longo prazo com água sendo bombeada da Barragem de Pedras, do Rio de Contas, projeto que custa em média 60 milhões de reais, muito menos que os 180 milhões que seria do Rio Paraguaçu. A captação futura será para os municípios de Itiruçu, Lajedo do Tabocal, Maracás, Planaltino e o Entroncamento de Jaguaquara.


Não se esqueça de ler isso também ...

Comentário(s)
0 Comentário(s)

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PUBLICIDADE



 Gilnar