Arrow
NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçuense Lara Pelagatti vence o Concurso Miss Bahia Teen 2019

A itirucuense Lara Giovanna Pelagatti de 16 anos, conquistou na noite deste sábado (17/08)no Teatro Diplomata, em Patamares na capital baiana, o título da 10ª edição do Concurso Miss & Mister Bahia Teen 2019 , representando a cidade de Itiruçu. A menina foi avaliada por um corpo de 12 jurados que são formadores de opiniões e profissionais da área de moda, fotografia, estética, jornalista, produtores, e Ex-Miss e Mister Bahia, sendo eleita a Miss Bahia Teen 2019 . Com tema “Revivendo as tradições Baianas” foram avaliados postura, andamento, simpatia, plástica, desenvoltura, estética e beleza com notas de 01 (um) a 05 (cinco)...CONTINUE LENDO
Estamos trabalhando para transmissão online em breve



HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

Dazo: Um exemplo de vida
Figura muito dócil e querida em toda Itiruçu, alegre e de temperamento fácil, cativante e prestativo; Estou falando de Gildásio Rodrigues de Souza, ou simplesmente DAZO, filho de D. Cecília, irmão de Lucy e Jaime Boró, e cunhado de Didi...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Fé realiza os desejos de nossos corações


A Fé é acreditar que uma coisa é verdade e agir de acordo com essa crença. Todo mundo tem fé em alguma coisa. A Bíblia diz que devemos ter fé em Deus e no Seu poder para mudar nossa vida. Somos salvos pela fé em Jesus. - Hebreus 11:6.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BÍBLICOS

BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Empresária de 51 anos, implorou para própria filha não matá-la

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 12 de outubro de 2018 - 0 Comentários

Filha e namorado teriam usando formol, fitas e sacos plásticos cometer o assassinato



A última conversa entre Dircelene Botelho, 51, e sua filha, Paloma Botelho de Vasconcelos, 21, que confessou o assassinato da mãe.
_Não me mate, filha! Sou sua mãe. E te amo!
_Eu não tenho mãe.
O crime foi cometido com ajuda do namorado de Paloma, Gabriel Neves, 26. O assassinato chocou a cidade de Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro.
A morte aconteceu no quarto da vítima. “Se mãe e filha têm uma briga e, numa discussão acalorada, uma empurra a outra e alguém bate com a cabeça numa mesa, por exemplo, e morre, é uma coisa, uma fatalidade. Mas, quando uma pessoa planeja com requintes de detalhes a morte da própria mãe e ainda faz simulações para esconder o crime, abrindo o portão de casa às escondidas para que o cúmplice, o namorado, entre agachado, é assassinato. Ainda não estou com a razão plena. Estou meio abobalhado. Sem querer acreditar no que aconteceu. Ela me pediu para comprar formol dizendo que seria para fortalecer suas unhas. Até que ponto ela poderia ir?”, disse o viúvo de Dircelene, Manuel da Silva ao jornal “Extra”.
O delegado responsável pelo caso, André Prates Fraga, da 105ª DP (Petrópolis) disse que a perícia constatou que Dircelene morreu por asfixia mecânica por sufocação. Conforme informações da Polícia Civil, Paloma Vasconcelos disse em depoimento que começou a planejar a morte da mãe após ser obrigada a abortar um bebê em 2017.
Segundo ela, sua mãe a convenceu a abortar e pagou pelo procedimento em uma clínica na cidade de Cabo Frio, no litoral fluminense. Paloma chegou a pesquisar maneiras de matar a mãe na internet e, em uma das tentativas que não se concretizou, colocou herbicida no vinho da mãe.
A morte de Dircelene passou a ser investigada pela polícia após o padrasto de Paloma entregar imagens de uma câmera instalada de frente para o armário no quarto do casal. O padrasto e DIrcelene haviam instalado a câmera porque suspeitavam que Paloma estava furtando dinheiro que a comerciante guardava em casa.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS