Cristiano Ronaldo é acusado de estrupro em Las Vegas - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Cristiano Ronaldo é acusado de estrupro em Las Vegas

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 1 de outubro de 2018 - 0 Comentários

Acusação pede  um mínimo de US$ 200 mil em danos para sua cliente.






Depois que Cristiano Ronaldo negou as alegações de que teria cometido estupro ao classifica-la como “fake news”. O advogado da mulher que apresentou uma queixa civil acusando o astro da Juventus  de estupro reafirmou a sinceridade do caso nesta segunda-feira.

Segundo o site da ESPN, Leslie Mark Stovall realizou uma queixa no Tribunal Distrital do Condado de Clark na última semana, dizendo que Ronaldo estuprou sua cliente, Kathryn Mayorga, em um quarto de hotel em Las Vegas em 13 de junho de 2009.
O Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas, em um comunicado obtido pela BBC, anunciou na segunda-feira que tinha sido reaberta uma investigação criminal sobre uma agressão sexual da mesma data, embora não tenha especificado as partes envolvidas.
Ronaldo negou as alegações em um vídeo pelo Instagram no fim de semana, o qual Stovall respondeu por meio de uma nota.
“A queixa apresentada pela senhorita Mayorga, a evidência física da agressão sexual, respostas a perguntas escritas a respeito da agressão sexual atribuída a Cristiano Ronaldo, as comunicações e conduta do ‘time’ representando Cristiano Ronaldo, as circunstâncias ao redor do proposto acordo para acerto e não divulgação, e os danos psicológicos sofridos pela senhora Mayorga não são ‘fake news’”, escreveu Stovall.
“A decisão da senhora Mayorga em Agosto de 20187 de contatar a polícia e participar na investigação criminal de agressão sexual de 13 de junho de 2009, a atual investigação do Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas sobre agressão sexual contra a senhora Mayorga, e a existência do Estatudo Revisado de Nevada 171.083 removendo o limite de tempo por processo criminal de agressão sexual no estado de Nevada, não são fake news.”
A denúncia alega que Mayorga foi coagida a assinar um acordo de confidencialidade em 2010 em um acerto extrajudicial em troca de US$ 375 mil. Stovall busca um mínimo de US$ 200 mil em danos para sua cliente.
Representantes de Cristiano Ronaldo ameaçaram processor a revista alemã Der Spiegel por publicar a história, e o jogador chamou a alegação de “mentira, fake news” no domingo.
“Eles querem ser famosos, ao dizer meu nome”, afirmou Ronaldo. “É parte do trabalho. Sou um homem feliz e tudo bem”.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS