Itiruçu se mantêm estagnado a media do IDEB. Veja outras regiões - Itiruçu Notícias
Arrow
Exerça sua cidadania



Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)
O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Itiruçu se mantêm estagnado a media do IDEB. Veja outras regiões

Por: Ed Santos - terça-feira, 4 de setembro de 2018 - 0 Comentários

O município ficou com a media do IDEB  abaixo da meta segundo MEC



O município de Itiruçu não cresceu no IDEB entre 2015 a 2017, segundo os dados do Ministério da Educação. Com nota de 4.1 os dados mostram estagnação com relação ao ano base 2015 que mostrava o mesmo valor. Durante a gestão do ex-prefeito Carlos Martinelli (PT) Itiruçu viveu um pico no índice onde alcançou 4.2 em 2011. Já na gestão do ex-prefeito Wagner Novaes (PSDB) em 2013 o índice despencou a 3.5 mas recuperou no final em 2015 a 4.1, mais ainda inferior ao 4.2 de 2011 que na época ficou acima da média que era de 3.3. O IDEB de Itiruçu ficou abaixo da média em 2013 que era de 3.6 estabilizando na média no ano de 2015. Já na gestão da atual prefeita Lorenna mas em 2017 mais uma ficamos a 0,1 ponto abaixo da meta, mas dessa feita sem queda na pontuação com relação a base anterior. Sobre 2018 só será divulgado em 2019 e a meta é de 4.5.
No quesito escolas, a Escola Municipal Augusto Ribeiro de Novais em Upabuçu obteve melhor nota no município com 5.5, ficando acima da meta de 4.5 para 2017, no quesito de até o 5º ano.  Já até o 9º ano o melhor colocado foi o Centro Educacional Adalicio Silva Novaes com nota 3.1, abaixo da meta que era de 3.9 e em queda se comparada ao ano de 2015 quando obteve nota de 3.4.

Já com relação ao município vizinho de Jaguaquara, o índice caiu 0,1 ponto, de 4,2 em 2015 para 4,1 em 2017. As metas para esse período sempre foi superior ao resultado obtido pelo município. Em 2015 a meta era de 4,4 e em 2017 a meta era de 4,7. O melhor colégio até o 5º ano foi o Luzia Silva com nota de 6.1, mesma de 2015 e ainda acima da média que é de 5.9. Já o melhor até o 9º ano foi do Entroncamento de Jaguaquara o melhor colocado em 2017 foi a Escola Everaldo Souza Santos com nota 3.4 acima da média que era de 2.9 para aquele ano.
O município vizinho que se destacou no índice é Itaquara, cujo índice subiu de 4.0  em 2015 para 5.4, inclusive acima da meta prevista para 2017 que era de 4.4.
Lajedo do Tabocal caiu de 4.7 em 2015 para 4.6 em 2017, ficando abaixo da meta que era de 5.0.
Lafaiete Coutinho ficou estagnado em 4.9, mesmo valor de 2015.  Maracás subiu de 4.7 para 4.8, acima da média que era de 4.1.


Segundo o raking, Itatim é o melhor da Bahia com nota 7.1, seguido de Licinio de Almeida com nota 6.8, Jacaraci com 6.6, Caculé, Novo Horizonte Sebastião Laranjeiras com 6.4.  No quesito ensino médio ENEM Lafaiete tem a melhor nota na região, com 3.8.
O Ideb é uma ferramenta criada pelo governo federal para avaliar a qualidade da educação no país. Os resultados são apresentados em uma escala de 0 a 10. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, responsável pela avaliação divulgou nesta segunda-feira (3) os resultados.
O índice é calculado a cada dois anos para os anos iniciais e finais do ensino fundamental e o ensino médio. Para compor o Ideb, O MEC leva em consideração as notas dos estudantes na prova do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e os índices de fluxo, compilados pelo Censo Escolar.
Nenhum estado brasileiro alcançou a meta estabelecida para a edição de 2017 do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no ensino médio. A Bahia e outros quatro e estados (Rio de Janeiro, Amazonas, Roraima e Amapá) apresentaram redução no desempenho desta modalidade, mas são os quatro melhores do Brasil. A Bahia ficou acima da meta com nota 5.1, quando a meta era de 4.4.


Em 2013 a diferença entre o desempenho esperado no Ideb e o resultado obtido foi de 0,2 ponto, neste ano a diferença foi quatro vezes maior, atingindo 0,9, conforme o portal O Globo. O Ideb proposto para 2017 foi de 4,7 e o resultado alcançado pelo Brasil foi 3,8. O índice é ligeiramente maior que a nota de 3,7 da edição anterior da avaliação, em 2015.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação