Itiruçu: Moradores reclamam do som alto e da falta de fiscalização - Itiruçu Notícias
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Ministerio publico é acionado contra a Embasa

Consumidores espera que Ministério Publico defenda a população contra o mal serviço da Embasa. Moradores de Itiruçu entraram nesta ...


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNISTAS




MAIS LIDAS DO MÊS


Itiruçu: Moradores reclamam do som alto e da falta de fiscalização

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 9 de setembro de 2018 - 0 Comentários

Som alto incomoda moradores de Bairros: Itiruçuzinho, Landualdo Leite (Andarai) e Graciliano Fraga.


Muito moradores dos Bairros Andaraí, Graciliano Fraga e adjacências estão revoltados com os eventos que estão sendo realizados em um espaço próxima a esta localidade. A reclamação é devido a altura do som que ultrapassa os limites suportado.
Depoimentos de moradores é que neste domingo nem a TV podia ouvir já que o som de um evento realizado neste domingo era ensurdecedor em um espaço de eventos.
Informações que o nível do som em certos momentos ultrapassava a 100 decibéis. Moradores cobra das autoridade   uma lei municipal que regularize o uso de som e se caso já tenha  e que se coloque em pratica  fiscalizando e punindo os infratores.
Os mais prejudicados são os idosos e enfermos que residem nestas localidades. Alguns procuram casas de parentes e amigos  tendo de sair de suas residência devido o incomodo barulho causado por estes eventos
No artigo 42 do Decreto-Lei n° 3.688/41 estabelece prisão de 15 dias a 03 meses ou multa para quem perturbar o sossego sob qualquer meio, seja através de uma festa noturna, uso de instrumentos musicais ou qualquer forma de barulho.
A lei foi promulgada para proteger a tranquilidade e o sossego a que todos temos direito e essa questão de excesso de poluição sonora assume proporções intoleráveis quando uma pessoa acaba invadindo o sossego alheio com um som barulhento em sua casa, interrompendo suas praticas rotineiras como assistir TV ou mesmo um merecido descanso. 
Imagem arquivo Itiruçu Noticias


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação