Itiruçu: Moradores reclamam do som alto e da falta de fiscalização - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Itiruçu: Moradores reclamam do som alto e da falta de fiscalização

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 9 de setembro de 2018 - 0 Comentários

Som alto incomoda moradores de Bairros: Itiruçuzinho, Landualdo Leite (Andarai) e Graciliano Fraga.


Muito moradores dos Bairros Andaraí, Graciliano Fraga e adjacências estão revoltados com os eventos que estão sendo realizados em um espaço próxima a esta localidade. A reclamação é devido a altura do som que ultrapassa os limites suportado.
Depoimentos de moradores é que neste domingo nem a TV podia ouvir já que o som de um evento realizado neste domingo era ensurdecedor em um espaço de eventos.
Informações que o nível do som em certos momentos ultrapassava a 100 decibéis. Moradores cobra das autoridade   uma lei municipal que regularize o uso de som e se caso já tenha  e que se coloque em pratica  fiscalizando e punindo os infratores.
Os mais prejudicados são os idosos e enfermos que residem nestas localidades. Alguns procuram casas de parentes e amigos  tendo de sair de suas residência devido o incomodo barulho causado por estes eventos
No artigo 42 do Decreto-Lei n° 3.688/41 estabelece prisão de 15 dias a 03 meses ou multa para quem perturbar o sossego sob qualquer meio, seja através de uma festa noturna, uso de instrumentos musicais ou qualquer forma de barulho.
A lei foi promulgada para proteger a tranquilidade e o sossego a que todos temos direito e essa questão de excesso de poluição sonora assume proporções intoleráveis quando uma pessoa acaba invadindo o sossego alheio com um som barulhento em sua casa, interrompendo suas praticas rotineiras como assistir TV ou mesmo um merecido descanso. 
Imagem arquivo Itiruçu Noticias


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores