Ex-mulher de Bolsonaro nega ameaça relatada em telegrama - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Ex-mulher de Bolsonaro nega ameaça relatada em telegrama

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 26 de setembro de 2018 - 0 Comentários

Ex-mulher de Jair Bolsonaro se diz indignada com reportagem da Folha de São Paulo.



A advogada Ana Cristina Valle, ex-mulher do candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, gravou e divulgou vídeo em que nega ter sofrido uma ameaça de morte relatada em telegrama do Itamaraty, de julho de 2011.
O documento mostra que Bolsonaro recorreu ao Ministério das Relações Exteriores porque Ana Cristina teria viajado para a Noruega com o filho deles, Jair Renan Valle Bolsonaro, sem autorização do pai. Nele, o embaixador Carlos Henrique Cardim relata que Ana Cristina disse ter deixado o Brasil em 2009 por ter sofrido uma ameaça de morte de Bolsonaro. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo.
Segundo o telegrama do Ministério das Relações Exteriores, de julho de 2011, Jair Bolsonaro consultou o Itamaraty para ter informações sobre a situação de seu filho que tinha 12 anos à época. Sua ex-mulher, Ana Cristina Siqueira Valle, foi consultada em 28 de julho pelo vice-cônsul brasileiro na Noruega, Matheus Henrique Zóqui.
Eis alguns trechos do telegrama obtido pela Folha:
No documento, o então embaixador brasileiro no país, Carlos Henrique Cardim, relata que Ana Cristina contou que havia deixado o Brasil 2 anos antes por ter sido ameaçada de morte por Bolsonaro e considerava 1 pedido de asilo político.

Atualmente, Ana Cristina usa o sobrenome Bolsonaro e é candidata a deputada federal pelo Podemos, no Rio de Janeiro. Na noite desta 3ª feira (26.set), ela divulgou 1 vídeo em que se diz indignada com a reportagem publicada pelo jornal. No Facebook, disse que Bolsonaro é 1 bom pai e bom ex-marido. Eis a íntegra do vídeo:


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS