Aumento do preço do Diesel pode gerar nova greve dos caminhoneiros - Itiruçu Notícias
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Ministerio publico é acionado contra a Embasa

Consumidores espera que Ministério Publico defenda a população contra o mal serviço da Embasa. Moradores de Itiruçu entraram nesta ...


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNISTAS




MAIS LIDAS DO MÊS


Aumento do preço do Diesel pode gerar nova greve dos caminhoneiros

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 3 de setembro de 2018 - 0 Comentários

O Governo Temer reajustou o combustível em 13% por causa da alta do dólar.


Depois da paralisação em maio, dos caminhoneiros,  o Brasil inteiro viveu momentos de caos com  diversas rodovias interditada foram afetados o abastecimento de combustível e alimentos em milhares de cidades. 

Os caminhoneiros Insatisfeitas com preço dos combustíveis e a queda do faturamento  algumas entidades da classe já se manifestam para uma mobilização de uma nova paralisação e já teria até data prevista no dia 9 de setembro.
A mensagem, que circulou por redes sociais, causou apreensão, mas não foi reconhecida por outras entidades representativas dos caminhoneiros além da União dos Caminhoneiros do Brasil, responsável por criar a nota.
Principal liderança da greve de maio, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), não reconheceu a nota. O não envolvimento da principal associação da última greve, porém, não baixou a apreensão da população e diversos postos em Belo Horizonte (MG) e Recife (PE) registravam filas de carros longas no último domingo (2).
As novas reclamações têm origem no fato de o governo não ter cumprido o prometido em relação ao preço do diesel. À época, a União anunciara redução de R$ 0,46 por litro nas bombas. A queda, entre a primeira semana da greve, ainda em maio, e a semana passada, foi de R$ 0,41 por litro segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP). Na sexta (31), o combustível teve reajuste de 13% por causa da alta do dólar.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação