Isaquias conquista primeiro ouro do Brasil no Mundial de Canoagem - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Isaquias conquista primeiro ouro do Brasil no Mundial de Canoagem

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 24 de agosto de 2018 - 0 Comentários

 Isaquias mostrou estar com a estratégia afinada na finalíssima.






Saiu a primeira medalha de ouro do Brasil no Mundial de Canoagem e Paracanoagem, que está sendo realizado em Portugal. E não podia ser de outro atleta se não Isaquias Queiroz, principal nome brasileiro do esporte. Na categoria C1 500 m, o baiano completou o percurso em 1min49s203, superando seu algoz das Olimpíadas de 2016, o alemão Sebastian Brendel, em final emocionante nas águas de Montemor-o-Velho.
Isaquias mostrou estar com a estratégia afinada na finalíssima. Largando atrás, assumiu a dianteira após os primeiros 250 m e não saiu mais. Chegou a abrir boa vantagem em relação a Brendel, que se manteve na cola do brasileiro até o final, e, mesmo com a disputa apertando nos metros decisivos, Isaquias suportou a pressão do alemão e cruzou a linha de chegada 0,293 segundos antes do rival.
A terceira posição ficou com o último campeão da prova Martin Fuksa, da República Tcheca, que desta vez teve de se contentar com o bronze.
Esta é a quarta medalha de ouro de Isaquias Queiroz em Mundiais, a terceira na C1 500 m (2013 e 2014). O baiano, que deixou as Olimpíadas de 2016 com duas medalhas de prata e uma de bronze, enfim voltou a comemorar uma primeira posição e ainda tem a chance de faturar mais uma dourada para o Brasil em Portugal. Neste sábado, o atleta de 24 anos de idade disputará outra final, desta vez na categoria C1 1000m.
“Olha, não sei muito inglês… Estou muito feliz de ter ganhado do Brendel, ter ganhado do Fuksa, meu terceiro mundial do C1 500m, e agora é descansar para ganhar desses monstros no C1 1000m”, comentou Isaquias, após o título desta sexta-feira, em entrevista ao canal SporTV.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS