Arrow

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

Dazo: Um exemplo de vida
Figura muito dócil e querida em toda Itiruçu, alegre e de temperamento fácil, cativante e prestativo; Estou falando de Gildásio Rodrigues de Souza, ou simplesmente DAZO, filho de D. Cecília, irmão de Lucy e Jaime Boró, e cunhado de Didi...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Fé realiza os desejos de nossos corações


A Fé é acreditar que uma coisa é verdade e agir de acordo com essa crença. Todo mundo tem fé em alguma coisa. A Bíblia diz que devemos ter fé em Deus e no Seu poder para mudar nossa vida. Somos salvos pela fé em Jesus. - Hebreus 11:6.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BÍBLICOS

LEIA A BÍBLIA!

"Maracaz" o itiruçuense campeão do Nordeste em 2018

Por: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 8 de julho de 2018 - 0 Comentários

O Atleta é o primeiro Itiruçuense a conquistar um titulo a nível nacional no futebol


Após ser campeão, o capitão do Sampaio Correa,  Jobson Brito Gonzaga,  natural de Itiruçu conhecido em sua terra Natal pelos amigos e familiares  por "Jobinho" mas que no meio do Futebol foi apelidado por "Maracaz", não esquece de sua terra natal principalmente nos momento de compartilhar as vitórias.
Foi o que aconteceu na conquista da Copa do Nordeste  quando a "Querida Bolívia" empatou com o Bahia clube que defendeu ainda na base até 2013 se transferindo para o Vitoria, e com passagens pelo Londrina e América de Natal.
O jogo terminou 0 a 0  como o Sampaio tinha vencido o primeiro jogo por 1 a 0 o itiruçuense que também é o capitão do Sampaio levantou o troféu mais cobiçado do futebol nordestino.
Jobson Maracás  foi descoberto pelos dirigentes do Bahia na disputa da final da Copa Sub-17 de Regiões em 2012 organizada pela Superintendência de Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), no estádio de Pituaçu em uma preliminar do Bahia. A atuação dele naquele dia foi o suficiente para que portas fossem abertas.
“Nossos observadores estavam acompanhando a decisão e ficaram impressionados. Ele se destacou na final. Nossos observadores viram e conversaram com ele logo depois do jogo. Menos de uma semana depois, ele já estava aprovado e treinando com a gente no Fazendão” lembra o diretor das divisões de base do clube, Newton Mota.
Jobinho também mudou de nome, por ter vindo da seleção municipal levou o apelido de Maracas.. Mas ele faz questão de ressaltar que é Itiruçuense. 
Após o jogo  "Jobinho" para os itiruçuense  "Maracaz" para o meio esportivo lembrou mais uma vez de sua terra Natal veja vídeo abaixo:



Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS