Itiruçu com baixa procura de vacina conta poliomielite - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Itiruçu com baixa procura de vacina conta poliomielite

Por: Ed Santos - quarta-feira, 4 de julho de 2018 - 0 Comentários

Outros  três municípios da regiãod o Vale do Inquirira  também  tem pouca procura



Segundo dados do Ministério da Saúde Itiruçu está entre os 312 municípios no Brasil com baixa cobertura pela vacinação contra a poliomielite, ou paralisia infantil. O município está com apenas 38,89% do público alvo imunizado. Outros municípios da região também está na lista: Itaquara 1,6%; Milagres 3,08%; Irajuba 29,07%; Santa Inês 46,67%; e Ubaíra com 49,81%.
Em contato com nossa reportagem a Secretária de Saúde Ida de Girolamo, nos falou que a secretaria está tomando as providencias para superar a baixa adesão dos pais para a vacinação de crianças, e que agentes comunitários de saúde estão de casa em casa buscando orientar as famílias para a importância da vacinação.
O Ministério da Saúde emitiu  alerta para evitar retorno da doença no país. Controle é garantido quando pelo menos 95% das crianças são vacinadas.
Não há casos de paralisia infantil no Brasil, ressalta o governo. O último registro do vírus selvagem foi feito 1989 em Souza, na Paraíba. A ação, no entanto, tem o objetivo de evitar um possível retorno da doença.

De acordo com o site tuasaude.com, a vacina contra a poliomielite, também conhecida como VIP ou VOP, é uma vacina que torna a criança protegida contra 3 tipos diferentes do vírus que causa esta doença, também conhecida popularmente como paralisia infantil.
Para garantir a melhor proteção é preciso tomar 5 doses da vacina, sendo que, segunda a OMS, as primeiras 3 doses devem ser aplicadas através de uma injeção (VIP) no músculo da coxa do bebê e, as outras 2 doses podem ser feitas por injeção ou por gotinhas orais (VOP).

Desta forma, a vacinação completa contra poliomielite deve estar de acordo com o esquema:

2 Meses: através de injeção - VIP;
4 Meses: através de injeção -VIP;
6 Meses: aplicadas 2 gotas na boca - VIP;
15 Meses: aplicadas 2 gotas na boca- VIP ou VOP;
4 Anos: aplicadas 2 gotas na boca - VIP ou VOP.

Assim, todas as crianças até os 5 anos devem participar do programa da vacinação contra a poliomielite e é importante que os pais levem a caderneta de imunização para registrar a administração das vacinas. Veja quais as outras vacinas que fazem parte do calendário de vacinação infantil.

Preço da vacina contra poliomielite
A vacina contra poliomielite é gratuita e é oferecida pelo Sistema Único de Saúde e é aplicada nos postos de saúde por um enfermeiro.

Quando tomar a vacina

A vacina contra a paralisia infantil deve ser feita a partir das 6 semanas de vida e até os 5 anos de idade. No entanto, pessoas que não fizeram esta vacina podem fazer a vacinação, mesmo na idade adulto.

Como deve ser o preparo

Para tomar a vacina injetável (VIP) não é necessário qualquer tipo de preparo especial, no entanto, caso o bebê faça a vacina oral (VOP) é aconselhado interromper o aleitamento materno até 1 hora antes, para evitar o risco de golfar. Caso o bebê vômito ou golfe após a vacina, deve-se fazer uma nova dose, para garantir a proteção.

Quando não se deve tomar
A vacina contra poliomielite não deve ser administrada em crianças com sistema imune enfraquecido causado por doenças como Aids, câncer ou após transplante de órgãos, por exemplo. Nesses casos, a crianças deve primeiro ir no pediatra e, caso este indique a imunização contra a poliomielite, fazer a vacina em Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais.

Além disso, a vacinação deve ser adiada no caso da criança se encontrar doente, com vômitos ou diarreia, pois a absorção da vacina pode não ocorrer.

Possíveis efeitos colaterais da vacina
A vacina contra a paralisia infantil raramente apresenta efeitos colaterais, mas quando estes surgem são a febre, mal estar, diarreia e dor de cabeça. Caso a criança comece a apresentar sintomas de paralisia, uma complicação extremamente rara, os pais devem levá-la ao hospital o mais rápido possível. Veja quais os principais sintomas de poliomielite.

Além desta vacina, a criança precisa de tomar outras vacinas como contra a Hepatite B ou Rotavírus, por exemplo.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes