Itiruçu com baixa procura de vacina conta poliomielite - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Plantão Escolar de matriculas vão até dia 08/02

A secretaria de Educação  do município de Itiruçu está realizado o esquema de plantão escolar matriculas em toda rede municipal de ens...


EDITORIAL

Refletindo: Histórias da politica de Itiruçu: O Otimista

Essa quem contava era o saudoso amigo Aguinaldo Pires (Gal Pires), ex- vereador e ex-presidente da câmara de Itiruçu, grande contador de causo, que morreu há três anos em um trágico acidente na BR-116 nas imediações de Itatim – BA.
1962, ano de eleição, em Itiruçu a disputa foi entre Valdeck Almeida (UDN), candidato do ex- prefeito Zé Bonfim e Josias Duarte (PSD), apoiado por Vivaldo Bastos e pelo ex-prefeito Geir Magalhães, tinha o povoado do Upabuçu como seu reduto eleitoral. Em um comício em Upabuçu, Josias percebeu certo desânimo no eleitorado, a incerteza da vitória era flagrante.
CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Itiruçu com baixa procura de vacina conta poliomielite

Por: Ed Santos - quarta-feira, 4 de julho de 2018 - 0 Comentários

Outros  três municípios da regiãod o Vale do Inquirira  também  tem pouca procura



Segundo dados do Ministério da Saúde Itiruçu está entre os 312 municípios no Brasil com baixa cobertura pela vacinação contra a poliomielite, ou paralisia infantil. O município está com apenas 38,89% do público alvo imunizado. Outros municípios da região também está na lista: Itaquara 1,6%; Milagres 3,08%; Irajuba 29,07%; Santa Inês 46,67%; e Ubaíra com 49,81%.
Em contato com nossa reportagem a Secretária de Saúde Ida de Girolamo, nos falou que a secretaria está tomando as providencias para superar a baixa adesão dos pais para a vacinação de crianças, e que agentes comunitários de saúde estão de casa em casa buscando orientar as famílias para a importância da vacinação.
O Ministério da Saúde emitiu  alerta para evitar retorno da doença no país. Controle é garantido quando pelo menos 95% das crianças são vacinadas.
Não há casos de paralisia infantil no Brasil, ressalta o governo. O último registro do vírus selvagem foi feito 1989 em Souza, na Paraíba. A ação, no entanto, tem o objetivo de evitar um possível retorno da doença.

De acordo com o site tuasaude.com, a vacina contra a poliomielite, também conhecida como VIP ou VOP, é uma vacina que torna a criança protegida contra 3 tipos diferentes do vírus que causa esta doença, também conhecida popularmente como paralisia infantil.
Para garantir a melhor proteção é preciso tomar 5 doses da vacina, sendo que, segunda a OMS, as primeiras 3 doses devem ser aplicadas através de uma injeção (VIP) no músculo da coxa do bebê e, as outras 2 doses podem ser feitas por injeção ou por gotinhas orais (VOP).

Desta forma, a vacinação completa contra poliomielite deve estar de acordo com o esquema:

2 Meses: através de injeção - VIP;
4 Meses: através de injeção -VIP;
6 Meses: aplicadas 2 gotas na boca - VIP;
15 Meses: aplicadas 2 gotas na boca- VIP ou VOP;
4 Anos: aplicadas 2 gotas na boca - VIP ou VOP.

Assim, todas as crianças até os 5 anos devem participar do programa da vacinação contra a poliomielite e é importante que os pais levem a caderneta de imunização para registrar a administração das vacinas. Veja quais as outras vacinas que fazem parte do calendário de vacinação infantil.

Preço da vacina contra poliomielite
A vacina contra poliomielite é gratuita e é oferecida pelo Sistema Único de Saúde e é aplicada nos postos de saúde por um enfermeiro.

Quando tomar a vacina

A vacina contra a paralisia infantil deve ser feita a partir das 6 semanas de vida e até os 5 anos de idade. No entanto, pessoas que não fizeram esta vacina podem fazer a vacinação, mesmo na idade adulto.

Como deve ser o preparo

Para tomar a vacina injetável (VIP) não é necessário qualquer tipo de preparo especial, no entanto, caso o bebê faça a vacina oral (VOP) é aconselhado interromper o aleitamento materno até 1 hora antes, para evitar o risco de golfar. Caso o bebê vômito ou golfe após a vacina, deve-se fazer uma nova dose, para garantir a proteção.

Quando não se deve tomar
A vacina contra poliomielite não deve ser administrada em crianças com sistema imune enfraquecido causado por doenças como Aids, câncer ou após transplante de órgãos, por exemplo. Nesses casos, a crianças deve primeiro ir no pediatra e, caso este indique a imunização contra a poliomielite, fazer a vacina em Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais.

Além disso, a vacinação deve ser adiada no caso da criança se encontrar doente, com vômitos ou diarreia, pois a absorção da vacina pode não ocorrer.

Possíveis efeitos colaterais da vacina
A vacina contra a paralisia infantil raramente apresenta efeitos colaterais, mas quando estes surgem são a febre, mal estar, diarreia e dor de cabeça. Caso a criança comece a apresentar sintomas de paralisia, uma complicação extremamente rara, os pais devem levá-la ao hospital o mais rápido possível. Veja quais os principais sintomas de poliomielite.

Além desta vacina, a criança precisa de tomar outras vacinas como contra a Hepatite B ou Rotavírus, por exemplo.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores