Caso Vitória: suspeito preso disse que menina pediu 'ajuda' - Itiruçu Notícias
Arrow
Cores da Saúde: Julho Amarelo alerta sobre câncer nos ossos



Passeio Cicloturismo de Itiruçu


EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Caso Vitória: suspeito preso disse que menina pediu 'ajuda'

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 2 de julho de 2018 - 0 Comentários

Vitória Gabrielly desapareceu na tarde de 8 de junho quando saiu para andar de patins.



O servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, de 24 anos, que foi preso e indiciado por homicídio doloso, acusado de envolvimento na morte de Vitória Gabrielly, afirmou que a menina estava "desesperada" e "em choque" ao ser capturada em Araçariguama (SP), no dia 8 de junho.
Em conversa com um policial civil, o servente disse que estava andando na rua em Mairinque, onde mora, quando se encontrou com o casal Bruno Marcel de Oliveira e Mayara Borges de Abrantes, que estavam em um carro preto e foram para Araçariguama.

O programa Fantástico, da TV Globo, teve acesso ao áudio no qual o suspeito conta ao policial: "Ela pegou, falou 'o que que tá acontecendo? Me ajuda'. Ela estava em choque, senhor, desesperada, entendeu?", disse Ergesse.
Júlio também contou à polícia que, ao chegarem na cidade, Mayara obrigou VItória a entrar no carro, e a jovem chorava muito. O servente de pedreiro disse que Mayara tentou acalmar a menina: "Fica tranquila, não vai acontecer nada com você", teria dito a mulher.

Ainda no áudio, o servente afirma que todos voltaram em direção a Mairinque, mas que ele ficou no caminho e não sabe o que aconteceu depois.
Segundo destaca o G1, polícia acredita que o envolvimento de Júlio no crime pode ser ainda maior, conforme revelou um laudo de DNA. O servente ainda não tem advogado e nem defensor público.
Vitória Gabrielly desapareceu na tarde de 8 de junho quando saiu para andar de patins. Ela foi encontrada morta oito dias depois em uma área de mata, no bairro Caxambu.
Reprodução / TVTEM


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif



São Pedro 2018

Melhores momentos - Por Wilson Novaes