Itiruçu: Renúncias, fim de reeleição, polêmicas na Câmara de Vereadores - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Itiruçu: Renúncias, fim de reeleição, polêmicas na Câmara de Vereadores

Por: Ed Santos - segunda-feira, 11 de junho de 2018 - 0 Comentários

A sessão da Câmara de Vereadores de Itiruçu ocorrida na manhã desta segunda feira (11) apresentou uma serie de “surpresas”. Logo no inicio da sessão, após a tradicional chamada de presença, onde estava todos os 9 edis, o vereador Jocenil Oliveira Andrade (PSD) Jó de Ju pediu através de um requerimento seu desligamento, afirmando que renunciava ao posto de primeiro secretário da mesa diretiva, já para aquele momento, fato que não foi possível pelo mesmo já ter respondido presença na sessão como primeiro secretário, alegando motivos pessoais.

Logo em seguida foi à vez do vereador João Mota, popular Nino (PCdoB), que fez uma defesa da renuncia do seu par e também apresentou a sua renuncia ao posto de vice-presidente da Câmara, iniciando um clima desconfortável na junta diretiva, uma vez que o presidente Ezequiel Borges (PRB) pego de surpresa parecia não entender o que havia ocorrido. Logo se recompondo, Ezequiel fez um discurso onde disse respeitar a decisão dos seus colegas e que continuava a disposição. Para nossa reportagem ambos disseram não haver mais clima para continuar na mesa diretora e que se sentiam excluídos, alegando que a ultima medida do presidente em propor em regime de urgência a possibilidade de eleição em qualquer tempo, sem ouvi-los teria sido a gota d’água.

Em seguida foi votada em regime de urgência uma mudança na lei orgânica proibindo reeleição de presidente, segundo a justificativa do autor, o vereador Roberto Silva (PSB) popular Robertão, o objetivo é oportunizar outros vereadores e evitar que apenas um passe os quatro anos dirigindo a casa de leis. A proposta foi aprovada por unanime. A mudança porém só será adotada na próxima legislatura, a partir de 2021 e não impede que o atual presidente Ezequiel caso deseje concorra a reeleição.

O presidente Ezequiel Borges disse a nossa reportagem ter encarado com surpresa, mas que respeitava a decisão dos ex-componentes da mesa, e que não entendia onde que causou prejuízo suas ultimas atitudes e que todos tiveram a oportunidade de aprovar ou não seu pedido de urgência. Alegando ainda que a possibilidade de realizar eleições em qualquer tempo não gera prejuízo a nenhum dos nove edis. Ele elogiou a postura de Robertão ao propor o fim da reeleição para a partir de 2021, uma vez que se fosse agora o único atingido seria ele entre os nove. Ezequiel ainda deixou entendido a possibilidade de tentar uma reeleição e disse que dialogará com todos.

Com a renúncia, o presidente terá que fazer uma sessão extra para a escolha dos novos componentes da vice-presidência e da primeira secretaria. Dos vereadores 3 falaram não ter interesse em concorrer, os dois saíntes, mais o vereador Roberto Silva que em conversa descartou a chance. Comenta-se que os vereadores Helinho e Aguinaldinho ambos do PSDB possa vir se candidatar ao cargo. Mas por enquanto é apenas especulações.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores