Governo punirá quem seguir fomentando a greve - Itiruçu Notícias - Você conectado com a informação
Arrow
NOTÍCIA EM DESTAQUE

Heron Castro recebe apoio do deputado mais votado da Bahia

As eleições 2020 caminha mesmo para ter três candidatos em Itiruçu. Nesta sexta-feira (09) o nome do empresario Heron Castro voltou a ficar em destaque.
Segundo informações o empresario recebeu o convite do Deputado Federal Pastor Sargento Isidório (AVANTE) para um encontro tendo como tema as eleições 2020 e os apoios políticos.
A decisão do Deputado Isidoro foi tomada após avaliações do cenário político no município.
O Deputado Federal Pastor Sargento Isidório foi o mais votado da Bahia, com 323 mil votos nas ultimas eleições. No encontro foram discutidos diversos assuntos, entre eles, o Deputado deixou o Partido Avante a disposição de Heron Castro para sua candidatura em 2020 além de seu apoio político. ..CONTINUE LENDO

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Fé realiza os desejos de nossos corações


A Fé é acreditar que uma coisa é verdade e agir de acordo com essa crença. Todo mundo tem fé em alguma coisa. A Bíblia diz que devemos ter fé em Deus e no Seu poder para mudar nossa vida. Somos salvos pela fé em Jesus.
“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa àqueles que o buscam.” - Hebreus 11:6.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS



BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Governo punirá quem seguir fomentando a greve

Por: Itiruçu Notícias - quinta-feira, 31 de maio de 2018 - 0 Comentários

Temer manda endurece punições contra empresas e acusados de fomentar protestos



O governo vai endurecer o discurso e a prática contra os grupos que ainda tentam manter as paralisações nas estradas e deve aumentar as prisões e os processos contra acusados de fomentar os protestos, sejam agrupamentos políticos ou empresários, disse à Reuters uma alta fonte palaciana.
A avaliação do Planalto é que nos últimos dias limites foram ultrapassados e o governo precisa reagir com rigor.
A cena de um caminhoneiro sendo arrancado da boleia de seu caminhão a socos causou profundo incômodo no Planalto e o tom da reação foi dado em entrevista nesta quarta-feira, que retirou os ministros políticos de cena e centrou na área de segurança e justiça, com os ministros Raul Jungmann, da Segurança Pública, Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional, e Grace Mendonça, da Advocacia-Geral da União.
"Temos que cuidar para que a repressão não leve a reações como aconteceram em 2013, mas é preciso endurecer, sem dúvida", disse a fonte.
Nesta quarta, as forças policiais apertaram o cerco ao que o governo chama de infiltrados --grupos externos ao movimento de caminhoneiros que estariam impedindo que os motoristas voltassem ao trabalho e a empresas e distribuidores que estariam por trás dos movimentos.
De acordo com a fonte, não há dúvidas no governo de que houve locaute, quando as empresas agem para incentivar o movimento de trabalhadores-- e terá de haver punições.
Até agora, o Supremo Tribunal Federal (STF) já autorizou a cobrança de multas de 96 empresas, em um valor inicial de 141 milhões, atualizado na noite desta quarta para 272 milhões de reais.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS