Aécio Neves recebe outra propina para facilitar negócios da JBS - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Aécio Neves recebe outra propina para facilitar negócios da JBS

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 20 de abril de 2018 - 0 Comentários

O senador Tucano depois de se tornar réu por corrupção tem outras propinas reveladas



A situação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) ficou ainda mais complicada nesta sexta-feira; um depoimento do empresário Joesley Batsita,  revelando  que a JBS doou R$ 110 milhões ao político tucano para que, em contrapartida, ele facilitasse os negócios da empresa caso conseguisse se eleger presidente. Esse novo depoimento foi revelado pelos jornalistas Jailton Carvalho e Matheus Coutinho, em reportagem publicada no Globo.
Em outra denúncia, Joesley também disse que pagava uma mesada de R$ 50 mil por mês ao tucano .
 O executivo Sérgio Andrade, acionista da empreiteira Andrade Gutierrez, tambem confirmou em depoimento à Polícia Federal na última terça-feira que um contrato de R$ 35 milhões firmado em 2010 entre a empreiteira e uma empresa de Alexandre Accioly tinha como objetivo repassar recursos ao senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG).
Há cerca de seis meses, o colaborador Flávio Barra revelou que o repasse a Accioly, compadre e apontado como operador de Aécio, era referente a uma sociedade que nunca existiu de fato.
Segundo informações do jornal O Globo, Sérgio Andrade também confirmou o acerto feito entre a empreiteira mineira e a Odebrecht, citado na delação premiada de executivos do grupo baiano, entre eles o ex-presidente e herdeiro da companhia Marcelo Odebrecht.
Marcelo relatou a combinação de um pagamento de R$ 50 milhões a Aécio, sendo que R$ 30 milhões seriam repassados pela Odebrecht e R$ 20 pela Andrade Gutierrez.
Aécio Neves  do PSDB já réu por decisão da primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de acordo denúncia da Procuradoria Geral da República contra o senador tucano por suposta prática de corrupção passiva e obstrução de Justiça.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif