Vereador apresenta projeto que puni embasa pela falta de água - Itiruçu Notícias
Arrow
Exerça sua cidadania



Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)
O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Vereador apresenta projeto que puni embasa pela falta de água

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 28 de março de 2018 - 0 Comentários

O Vereador Paulo Ezio (PSB) apresentou e foi aprovado projeto Lei que regulamenta abastecimento de agua no município pela Embasa



Diante da falta de compromisso da a Empresa Baiana de Abastecimento e Recurso Hídricos (EMBASA) com  os consumidores o vereador Paulo Ezio apresentou  projeto Lei nº 03/2018 no dia 28 de março de 2018  na Câmara de vereadores sendo aprovado por unanimidade, para que a população não seja prejudicada. Pois além da falta de água é obrigada a  pagar integralmente a conta todos mês mesmo sem cai uma gota nas torneiras.
Agora  pela lei municipal a empresa só poderá cobra pelos dias que cai água. O desconto se dá nos caso de interrupção de abastecimento superiores as seis horas ininterruptas, ou cumulativamente, a cada vinte e quatro horas, ocorridos no período de trinta dias, base do faturamento da tarifa mensal.
Segundo a Lei o consumidor deverá comunicar  ao Serviço de Atendimento ao Cliente da Embasa e será bom anotar o protocolo da reclamação para futuro contratempos no caso do não cumprimento da lei pela empresa.
Segundo o o Vereador Paulo Ezio ele já encaminhou 2 ofícios cobrando  da EMBASA uma satisfação e providências  mas a empresa nem responde.

Um manifesto foi realizado pela população  e uma representação feita  contra a empresa em 2016 pode o ministério publico não se posicionou.
Na época a representação  foi feita porque a empresa não vinha e não vem cumprindo o contrato de adesão de prestação dos serviços de abastecimento de água no município lesando o Código de Defesa do Consumidor no seu artigo 22, que diz: "Os órgãos públicos, por si ou suas empresas, concessionárias, permissionárias ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e, quanto aos essenciais, contínuos".
O Código de Defesa do Consumidor define ainda que os serviços de saneamento básico, como é o caso da água que é um bem essencial à vida humana, que deve ter fornecimento adequado e contínuo, além da garantia da efetiva reparação pelos danos causados pela falta do serviço.  
Veja projeto do vereador Paulo Ezio na Integra:



Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação