Veja a origem da Páscoa da Judaica até a Cristã - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Veja a origem da Páscoa da Judaica até a Cristã

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 30 de março de 2018 - 0 Comentários

O sacrifício de resgate é superior ao sacrifício da Páscoa porque liberta as pessoas da escravidão ao pecado e à morte 




A Semana Santa é uma tradição religiosa católica que celebra a Paixão, a Morte e a ressurreição de Jesus Cristo. Ela se inicia no Domingo de Ramos, que relembra a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no domingo de Páscoa.

O Domingo de Ramos  é  segundo as comemorações católicas quando Jesus é recebido em Jerusalém como um rei, mas os mesmos que o receberam com festa o condenaram à morte. Jesus é recebido com ramos de palmeiras. Nesse dia, são comuns procissões em que os fiéis levam consigo ramos de oliveira ou palmeira, o que originou o nome da celebração. Segundo o evangelho, Jesus foi para Jerusalém para celebrar a Páscoa Judaica com os discípulos e entrou na cidade como um rei, mas sentado num jumentinho - o símbolo da humildade - e foi aclamado pela população como o Messias, o rei de Israel.

 A origem da  Páscoa segundo historiadores vem  deste quando  Deus libertou os escravos israelitas do Egito em 1513 antes de Cristo. Deus mandou os israelitas se lembrarem dessa data importante todo ano, no dia 14 do mês judaico de abibe, que mais tarde foi chamado nisã.
O nome Páscoa vem de uma palavra hebraica que significa “passar por alto”. Naquela ocasião, Deus poupou os israelitas de uma calamidade que matou todo primogênito no Egito. (Êxodo 12:27; 13:15) Antes de trazer essa praga devastadora, Deus orientou os israelitas a passar um pouco do sangue de um cordeiro ou cabrito na entrada da casa. (Êxodo 12:21, 22, nota) Deus veria esse sinal e ‘passaria por alto’, ou não mataria o primogênito daquela casa. — Êxodo 12:7, 13. Além do cordeiro (ou cabrito), os israelitas comiam pão sem fermento e ervas amargas. — Êxodo 12:8. Os pais aproveitavam a Páscoa para ensinar seus filhos sobre Jeová Deus. — Êxodo 12:25-27.
Outros costumes nos dias de Jesus, as pessoas também tomavam vinho e cantavam na celebração da Páscoa. — Mateus 26:19, 30; Lucas 22:15-18.

Depois de ter celebrado a Páscoa em 14 de nisã do ano 33, Jesus deu início a uma nova celebração: a Ceia do Senhor. (Lucas 22:19, 20; 1 Coríntios 11:20) Essa ceia ficou no lugar da Páscoa judaica, pois celebra o sacrifício do ‘Cristo, o cordeiro pascoal’. (1 Coríntios 5:7) O sacrifício de resgate é superior ao sacrifício da Páscoa porque liberta as pessoas da escravidão ao pecado e à morte. — Mateus 20:28; Hebreus 9:15. A Páscoa Cristã passou a celebrar a Ressurreição de Jesus Cristo.
Pesquisa Google



Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores