Trump isenta Brasil de sobretaxas sobre aço e alumínio - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Trump isenta Brasil de sobretaxas sobre aço e alumínio

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 23 de março de 2018 - 0 Comentários

Trump havia anunciado novas alíquotas sobre aço e alumínio comprados pelos EUA de outros países



Dias depois de criar pânico entre produtores brasileiros com o anúncio de duras sobretaxas nas importações de aço e alumínio pelos EUA, Donald Trump assinou um novo decreto que isenta Argentina, Austrália, Brasil, União Europeia e Coreia do Sul da nova regra.
O presidente americano havia anunciado novas alíquotas de 25% sobre o aço e de 10% sobre o alumínio que são comprados pelos EUA de outros países.
A decisão teve repercussão imediata em Brasília e na embaixada brasileira em Washington, já que os EUA são os maiores compradores do aço produzido no Brasil, em um mercado que movimenta US$ 2,6 bilhões (ou R$ 8,6 bilhões).
O anúncio gerou também forte mobilização de representantes do mercado, que vêm se reunindo nos últimos meses com autoridades brasileiras e americanas na tentativa de reverter a regra.
A Casa Branca diz que o Departamento de Comércio decidirá até maio se as exceções ao Brasil e demais países ainda podem ameaçar a indústria do aço dos EUA.
Por enquanto, as taxas voltam a ser de 0,9%, para o aço e 2% para o alumínio.
"O presidente mantém ampla autoridade para modificar as tarifas, inclusive removendo as suspensões ou suspendendo outros países. Qualquer país que não esteja suspenso no momento continua sendo bem-vindo para discutir uma possível suspensão com os Estados Unidos, com base em um compromisso mútuo de abordar o excesso de capacidade e produção de aço e alumínio em todo o mundo", informou a Casa Branca após o anúncio.
Canadá e México já haviam sido excluídos do pacote de sobretaxas, anunciado em 1º de março por Donald Trump, em Washington.
Agora, com as novas exceções, Rússia, Turquia e Japão serão os países mais afetados pela medida.
O principal alvo da retórica do presidente, porém, tem sido a China, contra quem Trump vem impondo tarifas bilionárias sobre parcela significativa das exportações aos EUA.A ameaça de retaliação chinesa começa a configurar uma guerra comercial.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores