Terra ocupada foi reintegrada no Entroncamento de Jaguaquara - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Plantão Escolar de matriculas vão até dia 08/02

A secretaria de Educação  do município de Itiruçu está realizado o esquema de plantão escolar matriculas em toda rede municipal de ens...


EDITORIAL

Refletindo: Histórias da politica de Itiruçu: O Otimista

Essa quem contava era o saudoso amigo Aguinaldo Pires (Gal Pires), ex- vereador e ex-presidente da câmara de Itiruçu, grande contador de causo, que morreu há três anos em um trágico acidente na BR-116 nas imediações de Itatim – BA.
1962, ano de eleição, em Itiruçu a disputa foi entre Valdeck Almeida (UDN), candidato do ex- prefeito Zé Bonfim e Josias Duarte (PSD), apoiado por Vivaldo Bastos e pelo ex-prefeito Geir Magalhães, tinha o povoado do Upabuçu como seu reduto eleitoral. Em um comício em Upabuçu, Josias percebeu certo desânimo no eleitorado, a incerteza da vitória era flagrante.
CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Terra ocupada foi reintegrada no Entroncamento de Jaguaquara

Por: Ed Santos - terça-feira, 27 de fevereiro de 2018 - 0 Comentários

Após a leitura da ordem judicial foi dado ordem para a desocupação para demolição do Barracos



Nesta data de 27/02, no Entroncamento de Jaguaquara foi cumprido o mandado judicial de Reintegração de Posse, nº 8001084-63.2017.8.05.0138, executado pelo oficial de justiça da comarca de Jaguaquara, com apoio da Polícia militar, sob comando do Cap PM Isaías, que garantiu a ordem e a segurança para que a decisão judicial fosse lida pelo oficial de justiça, o qual foi recebido sem resistência por parte dos assentados. Contou-se também com a presença de todos os órgãos  necessários à ação:
▪ Companhia Especial do 19º BPM
▪ 8º Grupamento de bombeiros
▪ Conselho Tutelar de Jaguaquara
▪Unidade móvel de saúde.
▪ Representante da empresa proprietária da fazenda.

Após a leitura da ordem judicial foi dado um tempo para que os assentados retirassem seus pertences do local, bem como aguardou-se a saída destes, para que o maquinário começasse a demolição. Foram relacionados no local de 23 ( vinte e três) ocupantes e uma média de 30( trinta)”barracos”. 
Os proprietários do imóvel rural se responsabilizaram pela contratação de maquinário pra efetuar a limpeza da terra, assim como a demolição das estruturas deixadas pelos invasores, bem como veículos que foram utilizados para remoção dos pertences daquelas famílias ali acampadas.
A Operação foi finalizada, sem nenhum conflito.

O terreno estava ocupado há mais de um ano, quando circulou a informação de que o terreno havia sido doado pela justiça, o que levou muita gente a se posicionar no terreno, porém informação que não se sustentou e ainda na época com a presença das autoridades jurídicas parte das terras ocupadas, cujos verdadeiros proprietários tinham documentos foram reintegrada.Uma segunda parte, esta da atual reintegração permaneceu ocupada por assentados que inclusive começaram a cultivar na terra.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores