Homenagem: Dr. Antenor, homem que cuidou das dores de Itiruçu - Itiruçu Notícias
Arrow
formatura do Proerd em Itiruçu - Imagens Wilson Novaes


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Homenagem: Dr. Antenor, homem que cuidou das dores de Itiruçu

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018 - 0 Comentários

Dr. Antenor Rodrigues Costa, uma referência para uma cidade



Lá se vão mais de 45 anos de sua partida, mas ninguém o esquece, permanece vivo na memória do povo de Itiruçu, antiga Tiririca, pequena cidade que um dia ele tão bem cuidou. Exercia a medicina como um sacerdócio, tinha como missão  nessa terra: cuidar de todos, preferencialmente dos mais pobres. Não poucas vezes, como forma de pagamento, recebia galinhas, porcos, bananas, farinha. Seu velho JEEP,  mais tarde, sua  RURAL WILLYS, era a ambulância da cidade, ele, o seu motorista. Seu humilde consultório era o hospital da cidade. Dá mulher, na hora do parto, ao louco da cidade, todos a ele recorria, não tinha ESPECIALIDADES, cuidava tanto do corpo, quanto da alma daquele povo esquecido. Como forma de gratidão, as famílias lhe oferecia um filho para batizar - inclusive a minha. Assim, ao longo do tempo, ele se tornou PADRINHO de metade da cidade. Morreu pobre. Nunca fez da profissão, e do amor que o povo da cidade tinha por ele, um trampolim para tornar-se um político. Seguindo os passos do juramento de Hipócritas, soube manter "a honra e as nobres tradições da profissão medica". O poeta Fernando pessoa diz em um verso seu, que "o valor das coisas  não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis". Assim era Dr. Antenor, um ser humano diferenciado, uma pessoa incomparável. Um dia este NOBRE homem cuidou das dores de Itiruçu. Itiruçu ficou-lhe eternamente grata.
Texto d o Prof Dr Joceval Bitencourt via WhatsApp


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif