Programa a Hora do Faro pode ter armado quadro do programa - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre a leucemina

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Opinião: O primeiro discurso da ministra do STF em 2018

Na sessão solene que marcou a abertura do Ano Judiciário de 2018, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse na manhã desta quinta-feira, 1, que é ”inadmissível e inaceitável desacatar a Justiça” e que sem ”Justiça não há paz”. ”Pode-se ser favorável ou desfavorável à decisão judicial pela qual se aplica o direito. Pode-se buscar reformar a decisão judicial, pelos meios legais, pelos juízos competentes. É inadmissível e inaceitável desacatar a justiça, agravá-la ou agredi-la. Justiça individual fora do Direito não é justiça, senão vingança ou ato de força pessoal”, discursou Cármen. ”Sem liberdade, não há democracia. Sem responsabilidade, não há ordem. Sem justiça, não há paz”, completou a presidente do STF... CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Programa a Hora do Faro pode ter armado quadro do programa

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 30 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

Record e Rodrigo Faro são condenados a indenizar ex-participante do quadro “Arruma meu Marido”


Um participante do quadro “Arruma Meu Marido”, que era exibido no programa de Rodrigo Faro, teria sido orientado a ficar desleixado por aproximadamente nove meses para que, assim, pudesse participar do quadro. O caso começou no final de 2011. À época, foi prometido a Walmor Ferreira, o integrante que precisaria de uma melhora estética, que ele ganharia uma reforma no visual. Para isso, ele teve os dentes arrancados. A informação é do
Faro e a emissora terão de pagar R$ 137 mil para Ferreira numa sentença proferida pelo juiz Yale Mendes, da 7ª Vara Cível de Cuiabá. Do total, R$ 57,4 mil são para ressarcimento com gastos referentes a saúde bucal; R4 50 mil referentes aos danos morais; R$ 30 mil por dano estético e R$ 470 por dano material. A decisão ainda cabe recurso.

Segundo Ferreira, em vez de realizar o tratamento prometido, a clínica optou pela extração dos seus 12 dentes, procedimento realizado em dois dias, para a implantação da nova prótese. Por conta da dor, ele desistiu de participar da atração, mas a produção do programa o obrigou, segundo ele afirmou em ação judicial. O argumento usado pela produção do programa foi o de que não poderiam mudar a sua grade.
Um trecho da ação judicial diz que ele participou do programa porque teve a esperança de que ganharia um tratamento dentário adequado, já que estava praticamente sem dentes, mas hoje a situação está pior.

Na ação, ainda consta que ele teve que passar quatro meses se alimentando de líquidos. Embora tenha pedido ao produtor do programa uma solução, nada foi feito, exceto o envio de uma prótese dentária móvel que não fixa em sua boca, porque a gengiva foi, praticamente, mutilada pela dentista da atração.
A Record e o apresentador afirmam que antes da sua participação no programa ele já não possuía a maioria dos dentes e que foi colocada uma prótese provisória enquanto era confeccionada outra, com material mais refinado. O material, segundo a defesa, foi enviado pelo correio.
Hoje, Ferreira recorre a um tratamento psiquiátrico por conta de uma fobia social, uma vez que passou a ser alvo de chacotas, ficando deprimido e com dificuldades para trabalhar.
Informações: O Povo Online / site TV Foco


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

ENQUETE
Você votaria em quem para presidente?

Álvaro Dias (Podemos)
Ciro Gomes (PDT)
Cristovam Buarque (PPS)
Eymael (PSDC)
Fernando Collor (PTC)
Geraldo Alckmin (PSDB)
Jair Bolsonaro (PSC-RJ)
João Amoêdo (Novo)
Levy Fidelix (PRTB)
Lula da Silva (PT)
Manuela D'Ávila (PC do B)
Marina Silva (Rede)
Valéria Monteiro (PMN)
Outro
Nenhum