Professor é preso acusado de 'comprar' virgindade e estuprar aluna - Itiruçu Notícias
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Ministerio publico é acionado contra a Embasa

Consumidores espera que Ministério Publico defenda a população contra o mal serviço da Embasa. Moradores de Itiruçu entraram nesta ...


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNISTAS




MAIS LIDAS DO MÊS


Professor é preso acusado de 'comprar' virgindade e estuprar aluna

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 9 de janeiro de 2018 - 0 Comentários


Uma decoradora de 22 anos e um professor de educação física, de 55 anos, foram presos nesta segunda-feira (8) em Boa Vista, capital de Roraima, por estupro de vulnerável e prostituição de crianças e adolescentes. Eles cumprem prisão preventiva. De acordo com o 'G1', o professor foi conduzido à Cadeia Pública de Boa Vista e a decoradora à Cadeia Feminina, onde ficarão a disposição da Justiça. A investigação teve início após uma denúncia realizada na última sexta-feira (5) por familiares da vítima, uma adolescente de 15 anos. Segundo a delegada responsável pela caso, Eliane Gonçalves, o professor havia pagado pela virgindade da menor à decoradora, irmã da vítima, na época com 12 anos, e desde a adolescência era forçada a manter relações sexuais com o suspeito. "Segundo a vítima, ele pagou R$ 500 pela virgindade dela para a irmã [a decoradora]. E sempre que mantinha relações com ela dava de R$ 100 a R$ 200 e comprava vestidos e calçados", disse a Eliane Gonçalves.
A delegada informou ainda que a jovem responsável por agenciar a própria irmã havia sido aluna do acusado com quem ela se relacionava desde os 7 anos.
"Ela fazia sexo na frente das irmãs e tentou aliciar a mais nova, na época com 10 anos, mas não conseguiu", afirmou. (Noticias ao Minuto)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação