Professor é preso acusado de 'comprar' virgindade e estuprar aluna - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Professor é preso acusado de 'comprar' virgindade e estuprar aluna

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 9 de janeiro de 2018 - 0 Comentários


Uma decoradora de 22 anos e um professor de educação física, de 55 anos, foram presos nesta segunda-feira (8) em Boa Vista, capital de Roraima, por estupro de vulnerável e prostituição de crianças e adolescentes. Eles cumprem prisão preventiva. De acordo com o 'G1', o professor foi conduzido à Cadeia Pública de Boa Vista e a decoradora à Cadeia Feminina, onde ficarão a disposição da Justiça. A investigação teve início após uma denúncia realizada na última sexta-feira (5) por familiares da vítima, uma adolescente de 15 anos. Segundo a delegada responsável pela caso, Eliane Gonçalves, o professor havia pagado pela virgindade da menor à decoradora, irmã da vítima, na época com 12 anos, e desde a adolescência era forçada a manter relações sexuais com o suspeito. "Segundo a vítima, ele pagou R$ 500 pela virgindade dela para a irmã [a decoradora]. E sempre que mantinha relações com ela dava de R$ 100 a R$ 200 e comprava vestidos e calçados", disse a Eliane Gonçalves.
A delegada informou ainda que a jovem responsável por agenciar a própria irmã havia sido aluna do acusado com quem ela se relacionava desde os 7 anos.
"Ela fazia sexo na frente das irmãs e tentou aliciar a mais nova, na época com 10 anos, mas não conseguiu", afirmou. (Noticias ao Minuto)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS