Neymar marca quatro gols mas é vaiado pela torcida do PSG - Itiruçu Notícias
Arrow
formatura do Proerd em Itiruçu - Imagens Wilson Novaes


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Neymar marca quatro gols mas é vaiado pela torcida do PSG

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 18 de janeiro de 2018 - 0 Comentários

Neymar tem atuação de gala em goleada do PSG,  recebendo troféu como melhor jogador


Gols, dribles, passes e jogadas bonitas não faltaram. Nesta quarta-feira, o Paris Saint-Germain venceu o Dijon por 8 a 0 em partida válida pela Ligue 1 e Neymar teve atuação de gala. O brasileiro marcou quatro gols e deu duas assistências, mas foi vaiado pela torcida do PSG e saiu de campo cabisbaixo e sem falar com a imprensa.
A polêmica, mais uma vez, aconteceu por causa de uma penalidade máxima. Aos 37 minutos do segundo tempo, Cavani sofreu um pênalti e teve seu nome gritado pela torcida. Se o uruguaio balançasse as redes, chegaria aos 157 gols e se tornaria o maior artilheiro da história do clube, à frente de Ibrahimovic. No entanto, Neymar pegou a bola e converteu a cobrança - e, por consequência, ouviu a insatisfação dos torcedores.
Após a apito final, segundo o ​globoesporte.com, o camisa 10 não se juntou aos companheiros na hora de cumprimentar a torcida. Procurado por um repórter, Neymar também não quis conversar com a imprensa e passou rapidamente a um membro da comissão técnica o troféu que recebeu como melhor jogador da partida.
Companheiro de Neymar no PSG, o lateral-direito Meunier contemporizou o acontecido: disse que as vaias da torcida foram um ato de ingratidão, mas que o brasileiro poderia ter deixado Cavani bater o pênalti.
"Esse gesto é uma pena e um pouco ingrato (a vaia). Como eu disse antes ele fez quatro gols e deu duas assistências e Cavani é da casa, já faz alguns anos que está aqui e sempre tem uma atitude correta com o clube e os torcedores, além de ser um excelente jogador. Ele é muito querido. Neymar poderia ter dado a bola, seria um gesto de fair play, mas no papel é Neymar quem deve bater os pênaltis e tem essa responsabilidade. Não tem polêmica a ser feita com isso. Eu diria que é normal o que aconteceu", afirmou.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif