Roberto Pinheiro: "Brasil,a mercê de tiranos e inconsequêntes" - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Assaltantes levam moto na zona Rural de Itiruçu

Uma moto Honda Bros, cor vermelha e placa NZU-2191 de Itiruçu, foi tomada de assalto por dois elementos armados na região do Assentamento...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Roberto Pinheiro: "Brasil,a mercê de tiranos e inconsequêntes"

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 8 de dezembro de 2017 - 0 Comentários


A poesia a canção já abriu os olhos dos brasileiros em outrora, mesmo diante de uma forte censura praticada através dos Atos Institucionais (AI’s) criados para aumentar a repressão do Estado sobre a população ou qualquer manifestação que fosse contrária ao governo imposto no país.Hoje a "Liberdade" expressão está ai e as musicas que fazem sucesso são as que fazem apologia a sexualidade do corpo esquecendo a situação caótica em que se encontra o país.
 A corrupção se entranhou no núcleo da sociedade conduzida por grande parte dos políticos e todos sendo obrigado a conviver com ela.
Em mais  uma manifestação artístico-cultural de forte teor político o itiruçuense cantor compositor Roberto Pinheiro dos Santos (Zupero) expõe em mais uma de suas escrita a indignação pelo quadro político atual .Veja abaixo:

Quanta atrocidade
Veja que hipocrisia.
Bandidos com o microfone
Pregando a democracia.

Deviam zelar do caráter
E não se tornar vagabundo.
Más passam o tempo roubando
Com a cara mais limpa do mundo.

Bandidos de terno e gravatas
Vivendo em total liberdade.
Fazendo discursos bonitos
Zombando da sociedade.

Eleitos com o nosso voto
Depois vai trocar pro propina.
Corrompem a justiça humana
Mas não a justiça divina.

Hoje o Brasil é chamado
De berço da corrupção.
Um nome ideal pra Brasília?
Indústria de fazer ladrão.

Agora passou dos limites
O grau dessa corrupção.
E como se ja não bastasse
O bandido é quem julga o ladrão.

Estamos num barco a deriva
Perdidos no meio do mar.
A coisa é grave a tal ponto
Que fez um palhaço chorar.

Um dia vou envelhecer
Levarei essa triste lembrança.
Isso tudo vai comprometer
O futuro das nossas crianças.

São donos de muitas riquezas
Usando o dinheiro ilegal.
E o povo morrendo amíngua
Na fila de um hospital.

O país ta no fundo do poço
Vivendo na impunidade.
Políticos roubando dinheiro
Quem paga é a sociedade.

Roubando os direitos do povo
Luxando e vivendo feliz.
Aqui não existe justiça
Más Deus é um grande juiz.
Roberto Pinheiro dos Santos. (Zupero).


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores