Presépio: tradição católica preservada por Joaquim França - Itiruçu Notícias
Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha


EDITORIAL

Lembranças de Tom Scaldaferri: "Parece que foi ontem"


Da última vez que estive em Itiruçu, fiz questão de beber uma gelada no BAR SÃO JORGE!
Cortei uma prosa com meu grande amigo Valdo, e tive o prazer de relembrar aqueles velhos tempos nos anos 70 e 80!
Agora, fui além nas minhas lembranças quando revivi também os tempos de Seu Lior (pai de Marina e Gildenor), de Afonso e do meu tio Raimundo Scaldaferri! CONTINUE LENDO


COLUNISTAS




Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


Presépio: tradição católica preservada por Joaquim França

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 28 de dezembro de 2017 - 0 Comentários


Tradições muitas das vez vem de uma descendência familiar. No mês de dezembro uma das tradições católicas que está desaparecendo é o presépio. São raras as residenciais que ainda é preservada a tradição de fazer o presépio como uma representação do nascimento de Jesus. Joaquim França conhecido popularmente por "Quincas" morador do distrito de Upabuçu  vai em sentido contrario as estatísticas seguindo uma tradição que dura a mais de 80 anos. 
"O presépio é uma grande tradição que vem aos poucos deixando de existir, mais para mim é o contrario mim sinto muito feliz em dar continuidade a uma obra de arte iniciada lá nos anos de 1930 quando a minha Mãe ainda muito jovem reunia grupo de mulheres com o destino aos morros da região em busca de cascas, musgo, limos , bromélias , e tantos outros vegetais que é indispensável para a beleza do presépio, são mais de 80 anos de tradição." comentou  Quincas.
O presépio de Quincas se tornou uma grande obra de arte e símbolo religioso e  muito visitado no distrito de Upabuçu e toma quase por completo um cômodo de sua residência..

O primeiro presépio da historia  foi criado por São Francisco de Assis em 1223. Ele montou o primeiro presépio em uma gruta, na Itália. Na época, a Igreja não permitia a realização de representações litúrgicas nas paróquias, mas São Francisco pediu a dispensa da proibição, para relembrar ao povo a natividade de Jesus Cristo. O objetivo de São Francisco era facilitar a compreensão do nascimento de Jesus.
No Brasil, a cena do presépio foi apresentada pela primeira vez aos índios e colonos portugueses em 1552, por iniciativa do padre José de Anchieta.
"Só tenho que agradecer ao Jesus Menino por tudo, que neste Natal seja de muita paz, saúde , amor, que a paz reina em cada conto do mundo, na minha na sua família." agradeceu Quincas.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif