Mais de quatrocentos servidores ativos correm o risco de não receberem proventos de dezembro - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Assaltantes levam moto na zona Rural de Itiruçu

Uma moto Honda Bros, cor vermelha e placa NZU-2191 de Itiruçu, foi tomada de assalto por dois elementos armados na região do Assentamento...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Mais de quatrocentos servidores ativos correm o risco de não receberem proventos de dezembro

Por: Redação Itiruçu Notícias - sexta-feira, 8 de dezembro de 2017 - 0 Comentários


Quatrocentos e trinta e cinco servidores do Poder Executivo correm o risco de não receberem, pelo terceiro mês consecutivo, seus proventos pagos pelo Estado. Deste contingente, 405 não realizou o recadastramento de ativos 2017, realizado de agosto a setembro, no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br). Os outros 30 responderam ao chamado da Secretaria da Administração (Saeb), mas não foram identificados em seus locais de trabalho por suas Diretorias Administrativas (DAs). Caso não regularizarem sua situação cadastral até 19 de dezembro, estes servidores deixarão de receber três meses de remuneração, além da segunda parcela do 13º salário.

Para retornarem à folha de pagamentos, estes servidores devem regularizar sua situação mediante preenchimento de formulário, também disponível no Portal do Servidor, documento que deve ser encaminhado à Saeb por meio de suas coordenações de recursos humanos até a data estipulada. Os valores não recolhidos serão pagos retroativamente em folhas adicional ou especial. Até o mês de novembro, 3.363 servidores tiveram seus pagamentos regularizados. A lista atualizada dos 435 servidores com pendências cadastrais pode ser consultada no Portal do Servidor.
Histórico - Encerrado em setembro deste ano, com 3.768 dos 150 mil convocados pendentes de atualização cadastral, o recadastramento de ativos teve como objetivo validar locais e jornada de trabalho dos servidores estaduais, bem como atualizar suas informações cadastrais, a fim de operacionalizar o sistema de recursos humanos do Estado. 

A ação foi divulgada amplamente, com reforço à necessidade da atualização dos dados por meio de campanha publicitária nos veículos de comunicação, matérias jornalísticas e conteúdos nos sites oficiais de Governo e redes sociais. O procedimento do durava apenas alguns minutos, em um processo simples e rápido, realizado inteiramente pela internet, no Portal do Servidor ou no endereço www.recadastramento2017.ba.gov.br. 

Exigência legal prevista no Estatuto do Servidor Público do Estado da Bahia (Lei nº 6.677/1994) e no Decreto 15.960/2015, o recadastramento segue orientações e penalidades previstas nos dois instrumentos. O procedimento é realizado a cada dois anos. 
“O recadastramento vai gerar uma base de dados com informações relevantes para o novo sistema de Recursos Humanos do Estado, o sistema SAP do RH Bahia, além de servir para identificar a existência de possíveis inconformidades, tais como o acúmulo indevido de cargos e a incompatibilidade de horários de trabalho”, explica o secretário da Administração, Edelvino Góes.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores