Estado bate recorde de arrecadação com a compensação previdenciária - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre Câncer de cólon - Intestino Grosso

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Estado bate recorde de arrecadação com a compensação previdenciária

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 19 de dezembro de 2017 - 0 Comentários

O Estado da Bahia bateu recorde de arrecadação com a compensação previdenciária, em 2017, pelo segundo ano consecutivo, recebendo R$ 268,3 milhões em créditos do Instituto Nacional de Seguridade Nacional (INSS). O resultado confirma a tendência de aumento da arrecadação nos últimos dez anos, com destaque para o crescimento nos dois últimos exercícios (2016-2017), que apresentaram um incremento expressivo de 35%. O gráfico em anexo ilustra o vetor de crescimento da arrecadação previdenciária do Estado. 
Em 2016, a arrecadação com a compensação previdenciária já havia apresentado um crescimento exponencial, saltando de R$ 199 milhões para R$ 255 mi. Este ano, a compensação registrou outro aumento, mesmo sobre o resultado já elevado do ano anterior.

A compensação previdenciária é uma contrapartida financeira paga pelo INSS aos Regimes Próprios de Previdência Social nos casos em que servidores aposentados pelos estados ou pelos municípios contribuíram para o regime geral de Previdência Social, antes de se tornarem funcionários públicos efetivos. Nestas situações, o Instituto Nacional do Seguro Social faz o pagamento de valores correspondentes ao tempo em que os servidores contribuíram para o INSS.
Na Bahia, os R$ 268,3 milhões pagos pelo INSS ajudam a diminuir o déficit da previdência estadual, apurado em R$ 3 bilhões, em 2017. Os créditos da compensação previdenciária são usados para mitigar o saldo negativo do Fundo Financeiro da Previdência Social dos Servidores Públicos do Estado da Bahia – (Funprev). Com os créditos direcionados para o Funprev, o governo deixa de colocar dinheiro do tesouro estadual para cobrir o Fundo.

O aumento dos créditos compensáveis do Estado foi resultado do trabalho desenvolvido pela Coordenação de Compensação de Créditos e Valores (CCCV), pertencente à Secretaria da Administração do Estado (Saeb). “A CCCV alcançou esse resultado, dois anos consecutivos, porque aprimorou suas rotinas, melhorou a instrução dos processos previdenciários e firmou parcerias com outros órgãos públicos”, explicou o secretário da Administração, Edelvino Góes. 
Uma parceria firmada entre CCCV/Saeb e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) colaborou de forma decisiva para a agilidade do trabalho. A colaboração do TCE possibilitou a digitalização dos processos físicos, transformando os arquivos de papel em arquivo digitais, o que concedeu mais agilidade à tramitação processual. O Tribunal também disponibilizou acesso dos servidores de informática do CCCV ao Sistema de Gerenciamento de Processos e Documentos (ProInfo), possibilitando a consulta aos processos previdenciários.
Outro advento importante foi à melhora da interlocução entre a CCCV e a Agência Executiva do INSS na Bahia, que faz a análise dos processos de compensação previdenciária. O aprimoramento da relação entre os dois órgãos possibilitou o aumento considerável no número de processos analisados.

A CCCV também modificou rotinas internas que conferiram maior agilidade na instrução dos processos de compensação previdenciária, a exemplo do acesso direto aos dados de contracheque dos servidores aposentados. Outra mudança que resultou em uma maior presteza nos processos foi a criação de um campo dentro do Sistema Integrado de Recursos Humanos (SIRH) que permite compilar os dados funcionais dos aposentados, reduzindo de oito folhas para apenas uma página. A redução facilita a instrução processual, a digitalização da documentação e a análise dos processos, à medida que reduz a quantidade de documentos.
Também contribuiu para a eficiência da compensação previdenciária, a troca de informações e de experiência entre os servidores da CCCV, que resultou em uma maior interação entre as áreas da própria coordenação e em uma visão integral sobre o funcionamento do setor. A CCCV também contou com um maior apoio das coordenadorias de Recursos Humanos dos órgãos estaduais para o fornecimento ágil de informações funcionais dos prontuários físicos dos servidores.
Todas essas medidas resultaram em uma redução no número de processo indeferidos pelo INSS e no aumento de deferimentos.  Entre 2014 e 2016, a quantidade de processos indeferidos reduziu de 1.813 para 1.153. Já o número de deferimentos cresceu de 2.081 para 3.008, no mesmo período. Os números positivos geraram o recorde histórico de créditos compensáveis recebidos pelo Estado da Bahia.
Fonte: Ascom/Secretaria da Administração do Estado (Saeb)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif