Brasileira reencontra filha sequestrada pelo pai há 7 anos - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Brasileira reencontra filha sequestrada pelo pai há 7 anos

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 28 de dezembro de 2017 - 0 Comentários


Após 7 anos, a brasileira Claudia Dias de Carvalho Boutros reencontrou a filha sequestrada pelo pai, nesta quinta-feira (28). O encontro, no Líbano, se deu após os pedidos dos advogados de Claudia, ficando decidido que a menor, Gabriella Boutros, de 13 anos, fique com a mãe, obrigando, desse modo, o pai a entregar Gabriella.
Segundo informações  do 'G1', a mãe, de 39 anos, gravou e divulgou vídeo nas redes sociais ao lado de Gabriella.
“Olá, fala inglês mesmo pra todo mundo”, pede Cláudia durante a gravação. “Eu estou aqui com minha mãe”, fala Gabriella, que quase não fala mais português e se comunica melhor em inglês e árabe. “Ai que lindo”, agradece a mãe.
Como lembrou o 'G1', após a separação do casal, a guarda da filha ficou com Claudia. Mas em 2010, Pedro foi a São Paulo e pegou Gabriella, então com 5 anos de idade, e, sem autorização e com documentos falsos, levou a criança a Trípoli, segunda maior cidade do Líbano.
Contudo, em outubro deste ano, a Justiça do Líbano atendeu ao pedido dos advogados de Claudia e decidiu que a menor fique com a mãe. Claudia ganhou as passagens para o Líbano de um libanês que mora na capital paulista.
Mesmo diante da decisão da Justiça do Líbano, Pedro fugiu com a filha de Trípoli. Ele deveria estar morando lá com Gabriella, mas preferiu se esconder das autoridades e não entregar a adolescente à mãe.
Nesta quinta-feira, no entanto, após negociações com seus advogados, o empresário libanês compareceu a um lugar determinado para discutir a devolução da adolescente. Um defensor da brasileira no Líbano está com ela no país para tentar cumprir a decisão da Justiça libanesa e repatriar a adolescente.
© Divulgação / Arquivo pessoal


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS