Novas empresas compensa desisnvestimento do governo federal na Bahia - Itiruçu Notícias
Arrow
Vídeo sobre Câncer de cólon - Intestino Grosso

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Novas empresas compensa desisnvestimento do governo federal na Bahia

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 9 de dezembro de 2017 - 0 Comentários


O estado da Bahia fecha o ano com a implantação de mais 73 novas empresas, que, em conjunto, geraram R$ 3,9 bilhões em investimentos e a criação de 5,5 mil empregos. Os dados, segundo o superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães, são o resultado da política adotada pelo governo para a atração de novos investimentos para o Estado.

“Estamos hoje, tentando diversificar a matriz industrial, seja incentivando a vinda de novos empreendimentos em área como energia solar e eólica, calçadista e mineral, como também atuando em conjunto com empresas privadas do setor de petróleo e gás para alavancar esse segmento”, afirmou.
O interesse das empresas em se instalar na Bahia continua crescendo, segundo Guimarães. Este ano, por exemplo, foram assinados 91 protocolos de intenções com previsão de gerar investimentos da ordem de R$ 3,9 bilhões e 11 mil empregos. A meta do governo do Estado, até 2019, é que sejam implantados 342 novos empreendimentos na Bahia, com previsão de aporte de investimentos de R$ 22 bilhões e geração de 24 mil empregos.

Na avaliação do superintendente da SDE, a escolha da Bahia para a implantação de novos empreendimentos ocorre por um conjunto de fatores. Guimarães destaca, dentre outros, a localização geográfica estratégica entre o sudeste e o nordeste do país, o potencial ambiental para empresas do segmento de energia eólica, solar e mineral, bem como o investimento do Estado em infraestrutura viária. Outro fator importante, avalia, é o ambiente político e a seriedade do governo baiano em cumprir os compromissos assumidos. “Isso tudo contribui para o Estado da Bahia continuar atraindo novos investimentos para cá”, diz ele.

A indústria calçadista Ferracini, por exemplo, um dos segmentos industriais que mais contratam mão-de-obra, começa a operar em Alagoinhas já no início de 2018, empregando 300 pessoas e investindo R$ 12 milhões em sua nova fábrica. Outra empresa que inicia suas atividades em Camaçari, com a contratação de 215 empregos, no mesmo período é a IME, indústria de máquinas e equipamentos de instrumentação analítica. A empresa investiu R$ 12 milhões em sua fábrica em Camaçari.

A crise econômica que reduziu a atividade produtiva no País, segundo o superintendente da SDE, não foi suficiente para frear os investimentos do governo do Estado. O estado baiano é o segundo maior investidor em obras públicas do País, só perdendo para São Paulo. O investimento baiano chega a R$ 1 bilhão, contra pouco mais de R$ 3 bilhões em São Paulo. “O mais surpreendente é o fato de a Bahia deter apenas 4,5% da economia do Brasil, enquanto São Paulo representa 35% da riqueza nacional”, explica Guimarães. “Isso significa que, como a Bahia é bem administrada, o governo consegue pagar suas contas e ainda investir em obras”, diz.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif