Sesab alerta para os riscos do uso indiscriminado de antibióticos - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Sesab alerta para os riscos do uso indiscriminado de antibióticos

Por: Itiruçu Notícias - - quinta-feira, 9 de novembro de 2017 - 0 Comentários

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) promove, em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Semana do Uso Racional de Antimicrobianos, de 13 a 19 de novembro. Nesse período, a secretaria reforçará o alerta para a população sobre os riscos do uso indiscriminado dos antibióticos.
Os antibióticos são necessários para combater as infecções, mas seu uso incorreto também pode piorar o quadro do paciente, criando bactérias com resistência antimicrobiana. Em alguns casos, o paciente para de se tratar com o antibiótico logo os sintomas da enfermidade passem, e não seguem o período de tratamento completo estipulado pelo médico.
Sem uma cura completa, os pacientes poderão voltar a adoecer de forma mais grave no futuro. Há casos também de utilizar o antibiótico indicado por algum amigo ou parente, mas que não é o ideal para combater o tipo específico de bactérias presente no organismo.
“Além da consequência individual, a utilização inadequada de antibióticos gera consequências para a população de um modo geral, seja com o aumento dos custos associados ao tratamento, como também o risco da população contrair esta mesma bactéria multirresistente”, alerta o farmacêutico Anderson de Oliveira, da Diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental (Divisa) da Sesab. “Esses microrganismos multirresistentes podem ser transmitido pelo ambiente ou de pessoa a pessoa”, completa.
Segundo o farmacêutico, há uma estimativa de 23 mil mortes por ano no Brasil ocasionadas por bactérias multiressistentes a antibióticos. Conforme estimativa do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), 10 milhões de pessoas morrerão por uso excessivo e descontrolado do medicamento. Para se ter uma ideia, esta cifra ultrapassará as mortes provocadas por câncer.
Um informe divulgado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em setembro passado, revela uma grave falta de novos antibióticos em desenvolvimento para combater a crescente ameaça da resistência antimicrobiana.
A maioria das drogas que estão sendo desenvolvidas são modificações de classes existentes de antibióticos que oferecem soluções apenas no curto prazo. O relatório indica que existem poucas opções possíveis de tratamento para infecções resistentes a antibióticos identificadas pela OMS como as maiores ameaças para a saúde, incluindo a tuberculose resistente aos medicamentos, o que causa cerca de 250 mil mortes por ano.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif