Juiz de Ilhéus ganha destaque ao aplicar nova Legislação Trabalhista - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

O Brasil não terá mais cubanos no Programa mais Médicos

Depois de “ameaçadoras e depreciativas” de Bolsonaro Cuba chama de volta os médicos O Ministério da Saúde Pública de Cuba anunciou na...


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)

O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

CONTINUE LENDO


COLUNISTAS




MAIS LIDAS DO MÊS


Juiz de Ilhéus ganha destaque ao aplicar nova Legislação Trabalhista

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 13 de novembro de 2017 - 0 Comentários


O juiz José Cairo Júnior, Titular do TRT da 5ª Região situado em Ilhéus, ganhou destaque nacional no último sábado (11) ao proferir uma decisão baseada na Lei nº 13.467/2017, responsável por alterar a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). Com informações do Ilhéus24h.
Segundo as informações o empregado, autor da ação, pedia R$ 50.000,00 por ter sido assaltado a mão armada ao sair para o local onde desempenhava suas funções. Diante dos fatos, o Magistrado rejeitou a tese de “responsabilidade civil do empregador decorrente de atos de violência praticados por terceiros”. Ainda condenou o autor ao pagamento de R$ 8.500,00 por litigância de má-fé e custas processuais, por exigência de pagamento de horas extras indevidas.
O fato foi noticiado na Folha de São Paulo como uma das primeiras decisões proferidas após a entrada em vigor da nova legislação trabalhista ocorrida no último sábado (11).


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação