Em prosas e versos "Crise, o mais novo apelido da palavra roubo" - Itiruçu Notícias
Arrow
Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Em prosas e versos "Crise, o mais novo apelido da palavra roubo"

Por: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 25 de novembro de 2017 - 0 Comentários


A corrupção se proliferou de tal maneira que os brasileiros já estão começando a conviver com ela sem muito espanto. Quando surgem notícias sobre a corrupção, a mídia, principalmente na classe política, é comum ouvir: "E quem não Sabia?".  O itiruçuense cantor compositor Roberto Pinheiro dos Santos (Zupero) um dos milhões de brasileiros revoltados com as desculpas dos políticos que falam que o país esta em crise  em versos fez o seu  protesto de indignação escrevendo:

"Parece uma brincadeira
Mas é a pura verdade.
Saquearam nosso país
E vivem na liberdade.

Ao contrário do trabalhador
Que "não tem o que comer"
Se roubar uma galinha apanha até morrer.

Mataram o nosso Brasil
Sugaram até as raízes.
Roubaram todo dinheiro
E botam a culpa na crise.

Crise agora é apelido
Da triste palavra roubo.
Será que esses homens merecem
De novo o voto do povo?

Corruptos de toda à laia
Circulam em todo lugar.
Deviam está na cadeia
Mas voam pra lá e pra cá.

Num poxa pra lá e pra cá
Não sabe quem sai ou quem fica.
E como se não bastasse
Corromperão até a justiça.

Eu lembro que nosso Brasil
Ja foi um país de sucesso.
Hoje está conhecido
Brasil de desordem e regresso.

Corruptos esbanjando dinheiro
Em carro fazenda e avião.
Deviam está na cadeia
Que é o lugar de ladrão.

Bandidos de toda espécie
Formando uma só facção.
Não tem um que nos dê orgulho
Só cresce a corrupção.

Veja a que ponto chegamos
Preste atenção meu senhor.
Roubaram até os direitos
Que era do trabalhador.

E para finalizar,
Meu nome é Roberto pinheiro.
Esse é o meu pensamento
Eu sou cidadão brasileiro."
Autor Roberto Pinheiro dos Santos (Zupero)


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif