8x1: Câmara de Itiruçu aprova contas de 2015 do ex prefeito - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Itiruçu: Plantão Escolar de matriculas vão até dia 08/02

A secretaria de Educação  do município de Itiruçu está realizado o esquema de plantão escolar matriculas em toda rede municipal de ens...


EDITORIAL

Refletindo: Histórias da politica de Itiruçu: O Otimista

Essa quem contava era o saudoso amigo Aguinaldo Pires (Gal Pires), ex- vereador e ex-presidente da câmara de Itiruçu, grande contador de causo, que morreu há três anos em um trágico acidente na BR-116 nas imediações de Itatim – BA.
1962, ano de eleição, em Itiruçu a disputa foi entre Valdeck Almeida (UDN), candidato do ex- prefeito Zé Bonfim e Josias Duarte (PSD), apoiado por Vivaldo Bastos e pelo ex-prefeito Geir Magalhães, tinha o povoado do Upabuçu como seu reduto eleitoral. Em um comício em Upabuçu, Josias percebeu certo desânimo no eleitorado, a incerteza da vitória era flagrante.
CONTINUE LENDO


COLUNA Êta lê lê



Êta lê lê Segunda-feira gorda do foguetório

Ao ter suas contas aprovadas por 7 a 2 na última sessão da Câmara de Vereadores da Boa Terra, o ex-prefeito Wagner Novaes era só alegria. Como os estampidos das bombas eram ouvidos nos quatro cantos da cidade, muitos ficaram imaginando o que teria acontecido:

"Quem chegou ou está indo para Bom Jesus da Lapa?";
"Hoje é festa de que Santo?";
"Aniversário de quem?";
"Quem tá jogando hoje?"

O que muitos não sabiam, era que a festa tinha um nome, Wagner Novaes. Este celebrava a vitória em casa, já que um pouco distante, 7 edis lhe dariam a honra de aprovar as suas contas públicas.

CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


8x1: Câmara de Itiruçu aprova contas de 2015 do ex prefeito

Por: Ed Santos - segunda-feira, 6 de novembro de 2017 - 0 Comentários

Resultado de imagem para wagner novaes itiruçu
Por 8 votos a 1 a Câmara de vereadores de Itiruçu aprovou nesta segunda (6) o parecer que o Ministério Público opinou pela reprovação e o Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia – TCM, aprovou com ressalvas sobre as contas relativas ao exercício de 2015 do ex-prefeito Wagner Pereira de Novaes (PSDB).

Votou pela reprovação das contas, ou seja, contra o parecer apenas o vereadores Nino (PCdoB). E votaram pela aprovação, portanto a favor da decisão do TCM, os edis Paulinho (PSB), Helinho (PSDB), Aguinaldinho (PSDB), Robertão (PSL), Jó de Jú (PSD), Duda de Zilí (PSD), Ito do Feto do PCdoB e o presidente da Câmara Ezequiel Borges (PRB).

Informações de bastidores antes da votação já apontavam que mesmo tendo uma maioria em tese contrário a facção política do ex prefeito tucano, Wagner contaria com votos dos membros da base da prefeita Lorena (PRB) para se manter elegível para as próximas eleições. Lembrando ainda que para derrubar a decisão do TCM, precisaria de 6 votos a 3, dois terços por tanto e levando em conta que em tese o ex prefeito têm quatro edis de sua base ( Paulinho (PSB), Aguinaldinho (PSDB), Helinho (PSDB) e Robertão (PSL), a expectativa já era de se manter o parecer. Porém o que muitos talvez não esperava era um resulta de 8x1.

Sobre as contas de 2015, o Ministério Público Especial de Contas, teria opinanado pela REJEIÇÃO das contas de responsabilidade do Sr. Wagner Pereira Novaes (período de 01/01/2015 a 24/08/2015 e 12/09/2015 a 31/12/2015), aplicando-se multa. O MPEC opinou, ainda, pela aprovação das contas da Sra. Rita de Cassia Sousa Brandão Novaes (período de 25/08/2015 a 11/09/2015).”

Enquanto isso o TCM, emitiu  parecer prévio pela aprovação, do período de 25.08 a 11.09.2015, da responsabilidade da Srª Rita de Cássia Sousa Brandão e Novaes.

Quanto as contas do sr Wagner Pereira Novaes  julgou pela aprovação, porém com ressalvas, do período 01.01 a 24.08 e 12.09 a 31.12,  com  multa no valor de  R$3.000,00 (três mil reais),  por irregularidades envolvendo processos licitatórios e na execução orçamentária devidamente consignadas na Cientificação/Relatório Anual.

O ex-prefeito já teve sua contas de 2016 reprovadas pelo TCM sendo multado no valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais), alem do ressarcimento de R$249.722,65 (duzentos e quarenta e nove mil setecentos e vinte e dois reais e sessenta e cinco centavos), por ausência de comprovação da efetiva ocorrência de pagamento de folhas de servidores,  Ausência das Notais Fiscais; ausência de comprovação de pagamento a quem de direito, no valor de mais de 1 milhão de reais. Contas estas que também serão avaliadas e julgadas em forma de votação pelos mesmos vereadores dessa atual legislatura. 


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores