"Vou disputar o governo de São Paulo. Quando Alckmin renunciar" - Itiruçu Notícias
Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha


EDITORIAL

Lembranças de Tom Scaldaferri: "Parece que foi ontem"


Da última vez que estive em Itiruçu, fiz questão de beber uma gelada no BAR SÃO JORGE!
Cortei uma prosa com meu grande amigo Valdo, e tive o prazer de relembrar aqueles velhos tempos nos anos 70 e 80!
Agora, fui além nas minhas lembranças quando revivi também os tempos de Seu Lior (pai de Marina e Gildenor), de Afonso e do meu tio Raimundo Scaldaferri! CONTINUE LENDO


COLUNISTAS




Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


"Vou disputar o governo de São Paulo. Quando Alckmin renunciar"

Por: Redação Itiruçu Notícias - segunda-feira, 18 de setembro de 2017 - 0 Comentários


Márcio França não disfarça a empolgação de quem está prestes a assumir o segundo maior orçamento do Brasil. Vice-governador de São Paulo, este político do PSB deve ser alçado ao comando do Estado entre janeiro e abril de 2018, quando Geraldo Alckmin irá se licenciar para disputar a presidência da República. Mas as ambições deste nativo de São Vicente, litoral paulista, são maiores do que ser governador em exercício: ele pretende, com ou sem o apoio dos tucanos, disputar a reeleição em 2018. Apesar de se considerar um político de esquerda, França rasga elogios ao governador, nega que o tucano seja “de direita” e afirma que, caso eleito, seu mandato será de “continuação”. “O Alckmin fez muitas coisas que devem ser mantidas. Mas é claro que cada um quando governa põe um pouco do seu perfil. Meu perfil é mais social”, afirma.
Aos 54 anos, o vice-governador - que já foi prefeito de sua cidade natal por dois mandatos - se gaba de nunca ter mudado de partido, defende as ações polêmicas da Polícia Militar, e diz que é mais fácil “encontrar elefante voando” do que Alckmin metido em alguma confusão: “ele é a própria expressão de um monge franciscano, em termos de humildade e retidão”. O governador é alvo de inquérito na Operação Lava Jato, e teve suas gestões à frente do Estado marcadas por escândalos de corrupção como o trensalão.
Prisa Noticias


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif