Pró-Temer, Gilmar fala que Janot é "um indivíduo sem nenhum caráter - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Pró-Temer, Gilmar fala que Janot é "um indivíduo sem nenhum caráter

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 21 de setembro de 2017 - 0 Comentários


O Supremo Tribunal Federal (STF) deu continuidade ao julgamento do pedido feito pela defesa do presidente da República Michel Temer para suspender o envio de denúncia apresentada contra ele à Câmara dos Deputados.
A análise da matéria foi concluída na sessão plenária desta quinta-feira (21) com o resultado de 10 votos contra a suspenção e apenas um a favor. Concluiram a votação os ministros Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, todos seguindo o relator que rejeitou o pedido da defesa do presidente Michel Temer para impedir o envio imediato da denúncia contra ele, a segunda feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para a Câmara dos Deputados e Temer deve ser julgado pela Câmara dos Deputados pela segunda vez.
Na quarta-feira já tinham votado  contra o pedido de Temer seguido  o relator os Ministros Alexandre de Moraes, Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux,, Ricardo Lewandovki,Dias Toffoli ..
Apenas ministro Gilmar Mendes abriu a ficou a favor do pedido da defesa . O ministro votou no sentido de determinar a devolução dos autos à Procuradoria-Geral da República (PGR) para que se limite a imputação dos atos do presidente aos fatos relativos ao seu mandato, e pela possibilidade de se suspender o envio da acusação à Câmara até a conclusão das investigações sobre a participação de membros do Ministério Público nos fatos narrados em gravação apresentada pelos investigados.

Durante sua fala, ele não poupou ataques ao ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A sessão de ontem foi a primeira de Raquel Dodge no cargo. Mendes chegou a dizer que o ex-PGR teria "um desfecho mais glorioso" se tivesse pedido "a sua própria prisão provisória", mas que "ele não teve coragem para isso". "Seria mais digno do que o que ele acabou por fazer nessas tantas trapalhadas", completou.
De tanto criticar Janot, a quem chamou de "indivíduo sem nenhum caráter", Mendes foi questionado sobre o porquê do alvo, pela ministra da Corte, Cármen Lúcia, ao que respondeu: "Presidente, só estou fazendo essas menções ao ex-procurador-geral em nome da historicidade, porque minha religião não permite falar mal de mortos", ironizou.

Já há quem diga que com o  posicionamento do ministro ficou claro a sua tendência, e que a derrota foi  como se fosse no futebol uma goleada:  Brasil 10 x 1 Temer.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS