Nilo tratou como “absurdo” e “constrangimento” a operação da PF - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow

NOTÍCIA EM DESTAQUE

Motorista alcoolizado que provoca morte. Qual a punição?

O comportamento do brasileiro no trânsito encontra-se longe do recomendável. O número de motoristas que dirigem alcoolizados, inclusive...

Histórias que o Povo Conta

A história que o povo conta; O Retratista

Paulo Borges de Oliveira, natural de Castro Alves – BA, nascido em 18/11/1918, chegou em Itiruçu –BA, em 1950, foi comerciante juntamente com seu irmão Otávio (já falecido), na antiga rua da Lancha, hoje Moisés Almeida, mas, anos depois dedicou – se inteiramente a profissão de fotógrafo.
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Ganância e a Discórdia a felicidade dos invejosos

Aquele que semeia a discórdia é terrível. Não gosta de ver a paz reinar em canto algum, parece que se agonia com isso.

Qual o objetivo das pessoas que agem desta forma? Será que essa atitude provoca prazer em determinadas pessoas? Ou seria o ego de pessoas invejosas que se sentem felizes provocando infelicidades.

Fazendo minhas análises sobre certas atitudes humanas percebi que pessoas infelizes são as que mais disseminam discórdias e a maior delas sempre está relacionada com algum tipo de fofoca raivosa.

Aquela que numa simples palavra já se percebe o rancor interior de quem fez. E se estivermos perto de quem fez a fofoca raivosa nota-se no semblante da pessoa um certo alívio pela maldade que provocou ou até um sorriso nos lábios achando-se vitorioso...CONTINUE LENDO


MAIS LIDAS DO MÊS


Nilo tratou como “absurdo” e “constrangimento” a operação da PF

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 13 de setembro de 2017 - 0 Comentários


Depois de ser alvo da "Operação  Opinião" ação conjunta  entre Ministério Público Eleitoral e a Polícia Federal, o Deputado  Marcelo Nilo (PSL) se pronunciou sobre o caso. O Deputado tratou como “absurdo” e “constrangimento” a operação. (Relembre o caso).
Segundo as investigações Ex-presidente da AL-BA, Nilo é suspeito de controlar a empresa Bahia Pesquisa e Estatística (Babesp) – conhecida no meio político como “DataNilo” .
Nilo  em seu discurso na AL-BA disse:"Me lembro daquela frase do ex-governador da Bahia Otávio Mangabeira: ‘pense no absurdo, na Bahia haverá precedentes’. Fui surpreendido com a presença da PF e do Ministério Público Eleitoral (MPE) numa busca e apreensão na minha residência"
O deputado negou ser o dono da  Babesp:  "Fui cliente da Babesp, como outros deputados. O instituto começou a acertar e a demanda aumentou. Vossas excelências pagavam ao diretor Roberto Matos, não ao deputado Marcelo Nilo. Eu contratei e da minha conta foi transferido o dinheiro para a Babesp"
Para Nilo, a operação não passa de uma “violência contra um parlamentar que tem 28 anos de vida pública”
"Eu perdi meu pai, perdi minha mãe, meu irmão, mas hoje é o dia mais difícil da minha vida. Um homem que nasceu na roça, no sertão, que morou em pensionato, estudou em colégio público, passa pelo constrangimento de ver sua residência ser ocupada para uma operação".


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores