MP-RJ pede o afastamento definitivo de Eurico do Vasco - Itiruçu Notícias
Arrow
Exerça sua cidadania



Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Refletindo: A verdadeira política do verdadeiro cristão

O Evangelho é o caminho da verdade e da vida eterna, a política é o caminho do cidadão onde interfere diretamente na sua vida terrena (ALIMENTAÇÃO, MORADIA, SAUDE, EDUCAÇÃO, ESPORTE LAZER ETC.)
O Evangelho busca a paz espiritual, quanto à política favorece ou dificulta à vida da comunidade, porém um povo evangelizado com certeza a política só faz favorecer, pois a comunidade sabe o que é o melhor para ela.
A política não se reúne em atividades partidárias, eleições, lideres etc. e sim em um conjunto de atividades que o cidadão deve sentir com o seu dever e direito de estar presente, compromisso da realidade social, não pregando discórdia e sim a união porque o cristianismo deve evangelizar na totalidade da existência humana, inclusive na dimensão da política.

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


MP-RJ pede o afastamento definitivo de Eurico do Vasco

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 14 de setembro de 2017 - 0 Comentários


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro pediu o afastamento definitivo de Eurico Miranda da presidência do Vasco da Gama. O Cartola é acusado de acobertar torcidas organizadas após atos violentos em estádios de futebol . A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira (14) pelo Bom Dia Brasil jornal da manhã da TV Globo.

Segundo o jornal o MPRJ baseou-se em relatórios do grupamento especial de estádios da PM, sobre a confusão no fim do jogo entre Flamengo e Vasco, no dia 8 de julho, em São Januário. Quando  torcedores vascaínos jogaram bombas e objetos nos jogadores do Flamengo e nos policiais militares, tentaram invadir o gramado. A polícia reagiu, jogando gás de pimenta, mas isso acabou afetando também os torcedores que não estavam envolvidos no tumulto, principalmente aqueles que estavam lá com filhos e mulheres. O conflito continuou do lado de fora do estádio, e acabou em tragédia, com a morte do torcedor David Rocha Lopes, baleado no peito.

Os promotores afirmam que o Vasco da Gama descumpre artigos do estatuto do torcedor, sobre a prevenção da violência nos esportes. Segundo o Ministério Público, a insegurança durante jogos é estimulada pela prática do clube em apoiar e incentivar a torcida organizada força jovem, atualmente punida com ordem de afastamento de qualquer arena esportiva por conta de episódios de violência.

Na época do incidente, presidente do Vasco, Eurico Miranda, atribuiu a confusão há grupos de oposição política à atual diretoria.
O estádio de São Januário foi interditado por seis meses, mas o clube conseguiu, na Justiça, a liberação e jogou sem torcida contra o Grêmio, no último dia 9.
Ao telejornal da "TV Globo", Eurico afirmou que a denúncia é absurda e motivada por interesses pessoais. Garantiu ainda que irá prestar esclarecimentos. Já a organizada Torcida Jovem, maior organizada cruz-maltina, disse que não tem vínculo com o clube e negou que seja dona de camarote no estádio.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif

Campanha de Doação