Lula afirma que Palocci é "frio, calculista e simulador" - Itiruçu Notícias
Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha

EDITORIAL

Viajando no tempo: do Jornal Itiruçu, evoluindo até o Itiruçu Notícias


O tempo urge e as memórias ficam, para revela a sua história. Recebi do amigo poeta Claudio Fernandes uma lembrança dos primeiros passos na área da informação. Na época não tinha internet, blogs, redes sociais, sites muito mesmo WhatsApp, mas já naquela época dávamos os primeiros passos na área da comunicação escrita. CONTINUE LENDO

COLUNISTAS

Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


Lula afirma que Palocci é "frio, calculista e simulador"

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 13 de setembro de 2017 - 0 Comentários


Chegou ao fim depois de duas horas e dez minutos o interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva. O juiz federal Sergio Moro ouviu o ex-presidente na tarde desta quarta-feira, 13, na sede da Justiça Federal em Curitiba, no Paraná.
No início do depoimento, Lula disse que gostaria de falar, já que, como réu, poderia se manter em silêncio. “Apesar de entender que o processo é ilegítimo e injusto, eu pretendo falar”, revelou o ex-presidente, afirmando ainda que talvez “seja a pessoa que mais queira a verdade” no processo.
Lula chamou o ex-ministro Antonio Palocci de "calculista, frio e simulador", e negou que tenha feito qualquer tipo de acerto ilícito com a empreiteira Odebrecht. "Se ele [Palocci] fosse um objeto, seria um simulador", afirmou
" Palocci nem sequer era responsável por assuntos do Instituto Lula (o que caberia ao seu presidente Paulo Okamotto)," disse Lula que ainda  afirmou que só se encontrava com o ex-ministro, depois de sua saída do governo, "de oito em oito meses".
Lula ainda fez críticas à atuação da Polícia Federal e do Ministério Público e disse ver com "desconfiança" determinadas operações. O interrogatório foi encerrado as 16h26.
Este é o segundo depoimento prestado por Lula, na condição de réu, em um processo da operação Lava Jato conduzido por Moro. Dessa vez, a acusação é de pagamento de propina por parte da construtora Oderbrecht.
O MPF afirma que Lula recebeu dois imóveis que fazem parte de um total de R$ 75 milhões em propinas pagas pela construtora a funcionários da Petrobras e políticos. A denúncia afirma que a parte de Lula foi repassada com intermédio de seu ex-ministro Antônio Palocci.
O petista apos depoimento  seguiu para um hotel, onde tomará um banho, e depois participa de ato na praça Generoso Marques, no centro da cidade, com militantes petistas.
Após o depoimento de Lula, Moro ainda ouvirá o advogado Roberto Teixeira, que teve seu depoimento adiado por questões de saúde. A nova data marcada é para o dia 20 de setembro.
Depois deste novo depoimento, o processo chegará em fase final. Os autos voltarão para Moro, que definirá a sentença, podendo condenar ou absolver os réus. Não há prazo para publicação da sentença.
Foto Futura Press


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif