Ciro diz que revogará reformas aprovadas por Temer se for eleito - Itiruçu Notícias Estamos com um pequeno problema técnico em nosso portal no slider inicial da pagina, que já estamos procurando resolver o mais rápido possível. Grato pela compreenção

Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha

EDITORIAL

Viajando no tempo: do Jornal Itiruçu, evoluindo até o Itiruçu Notícias


O tempo urge e as memórias ficam, para revela a sua história. Recebi do amigo poeta Claudio Fernandes uma lembrança dos primeiros passos na área da informação. Na época não tinha internet, blogs, redes sociais, sites muito mesmo WhatsApp, mas já naquela época dávamos os primeiros passos na área da comunicação escrita. CONTINUE LENDO

COLUNISTAS

Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


Ciro diz que revogará reformas aprovadas por Temer se for eleito

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 26 de setembro de 2017 - 0 Comentários


O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, declarou nesta terça-feira (26) que pretende revogar todas as reformas aprovadas no governo de Michel Temer caso seja eleito nas eleições gerais do ano que vem.
Segundo Ciro, que participou de uma sessão de perguntas e respostas enviadas por usuários do Twitter na sede brasileira da empresa, em São Paulo, "todas as reformas que Temer fizer têm uma ferida de origem, que é a ilegitimidade". "Portanto, sim, serão revogadas todas e substituídas", disse.
O pedetista também reafirmou que pretende, se chegar ao Planalto, expropriar os campos de petróleo vendidos a empresas estrangeiras no governo Temer "com as devidas indenizações".
Para Ciro, a estatal é uma das ferramentas para a saída da atual crise econômica e precisa ser "reforçada, capitalizada". "Portanto, quem quiser comprar agora, fique sabendo que, se este que vos fala for à Presidência da República, todos os campos serão devolvidos ao controle do povo brasileiro", afirmou.
"Se for para aplicar, sob jugo do PT, uma aliança com Renan Calheiros, Eunício Oliveira, Eduardo Cunha e Michel Temer, isso é o que deu no que deu aí. Portanto, eu estou fora", declarou.
Ciro também procurou manter certa distância do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem chamou de "figura extraordinária, que fez muito bem a muitos brasileiros", mas ao mesmo tempo alguém que "por vaidade, descontrole, falta de gente que dissesse a ele que não fizesse, fez muita bobagem".
Questionado por um dos internautas sobre uma possível composição de chapa com Marina Silva (Rede), o pedetista afirmou que seria uma "possibilidade absolutamente generosa", pois a ex-ministra do Meio Ambiente é "uma excelente pessoa".


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif