Bahia conquista medalhas no atletismo e na ginástica rítmica - Itiruçu Notícias
Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook




Anuncie aqui seu evento! Apoio cultural Itiruçu Notícias


Campanha


As mais visitadas


Colunistas

O Seu Direito

Êta, Lê, Lê


Utilidade Pública


CENIPA

PM

Bahia conquista medalhas no atletismo e na ginástica rítmica

Edição: Redação Itiruçu Notícias - domingo, 17 de setembro de 2017 - 0 Comentários


Duas medalhas foram asseguradas por atletas da Bahia no terceiro e último dia de provas de modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude: Évila Michele, de Itacaré/Taboquinhas, conquistou a prata na prova 1000 metros rasos no atletismo

 A ginasta Alana Barbosa Santos, de Salvador, faturou, na competitiva modalidade de ginástica rítmica, medalha de bronze na prova aparelho com arco.

No primeiro dia de provas dos Jogos, realizados entre os dias 13 e 15/09, Kauan Monteiro e Iuki Cauan, ambos de Camaçari e alunos de escolas públicas, já haviam assegurado a medalha de bronze na prova dupla masculina de tênis de mesa. Com o final dos jogos individuais, o saldo da participação da Bahia nesta primeira fase dos jogos é de três medalhas – uma de prata e duas de bronze.
Apesar de ser um número bem abaixo da performance apresentada por atletas baianos em edições anteriores – ano passado, nessa faixa etária de 12 a 14 anos dos jogos individuais foram 11 medalhas conquistadas –, a novidade desta edição de 2017 foi a presença da Bahia em podiuns de tênis de mesa e GR, modalidades que historicamente poucas medalhas deram ao estado baiano, no tênis de mesa, temos o registro de um terceiro lugar em 2013, assegurado pela atleta Joyce Tavares, também de Camaçari, e na GR, pelo menos nos últimos dez anos, sem registro de podium.

 “Nesta edição, houve uma renovação muito grande dos atletas nessa faixa etária. Além de a maioria estar vindo pela primeira vez, há um número expressivo de atletas de 12 anos, com pouca vivência ainda no esporte. Tanto os dirigentes da Sudesb quanto os professores e técnicos que acompanham as provas já sabiam que não teríamos muitas medalhas nesta etapa”, observou Álvaro Gonçalves, chefe da delegação baiana e dirigente da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), salientando, no entanto, que o ganho dos alunos é imensurável no que diz respeito à participação, aprendizado e convivência com atletas da mesma faixa etária de todo o Brasil.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif
COMPRE AQUI

Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241