Prefeitura avalia danos causados pelas Lagoas de decantação - Itiruçu Notícias - Itiruçu e Região conectados com a informação
Arrow
HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

Desejo de manter foco


Parece que está se tornando cada vez mais difícil nos concentrarmos numa única coisa por muito tempo. A sociedade moderna definitivamente tem nos levado a manter períodos curtos de atenção. Se assistirmos qualquer programa de tevê ou filme, vamos notar como as coisas se movem rapidamente e o ritmo acelerado do enredo. Um comercial típico de tevê muda as imagens a cada poucos segundos, às vezes menos. A lógica é: se não capturarmos a atenção do indivíduo imediatamente. ele vai se voltar para outra coisa.
Com tantas coisas competindo por nossa energia mental, que vão da Internet passando pelas mensagens de texto e e-mails, é de admirar que ainda sejamos capazes de concentrar o foco em alguma coisa.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS
BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Prefeitura avalia danos causados pelas Lagoas de decantação

Por: Redação Itiruçu Notícias - quarta-feira, 9 de agosto de 2017 - 0 Comentários


Depois da reportagem do Itiruçu notícias a Prefeitura Municipal de Itiruçu através do  Diretor de Meio Ambiente, Otacílio Fraga Miranda entrou em contato com nossa redação para informar as providencia  a serem tomadas referente a situação das Lagoas de decantação conhecidos por “Pinições”. (Relembre o assunto clicando AQUI)
Segundo o Diretor estiveram nesta terça-feira (08), no local das  lagoas de decantação a secretaria de obras, representada pela Engenheira Chazy Lays Meneses Fontes e a Secretaria de Serviços Gerais  Djane Guedes além do Diretor de Meio Ambiente, Otacílio Fraga Miranda, avaliando o transbordo de esgotos domésticos para o córrego do Beija-flor para que providencias sejam tomadas para conter os danos causados ao meio ambiente local, uma da possíveis providencias a serem adotada é aumentar a capacidade de armazenamento das lagoas ampliando o tamanho da mesma, o que daria de imediato um alivio do transbordo da mesma, e em segundo plano articular com a Embasa - Empresa de Agua Saneamento, a possível execução da construção da estação de tratamento de esgotos que já se encontra projetada e que consiste na construção das estações de bombeamentos de esgoto próximo as lagoas de decantação para  a estação a ser construída. Segundo o diretor este projeto já teria sido elaborado no decorrer da administração de 2009 a 2012, mas infelizmente não foi do interesse dos últimos dois gestores solicitar junto  ao governo do Estado a execução da obra de suma importância para a sede do município que sofre com o mau cheiro dos "pinicões" e das muriçocas advindas dos focos lá existentes. 
Na época do levantamento topográfico do projeto os Ambientalistas Lourival Oliveira Neto e Otacílio Fraga foram procurados pelo corpo técnico de engenheiros para opina na localização da futura estação de tratamento, onde acertou-se  que a mesma seria construída nas imediações do antigo matadouro na saída para Lajedo do Tabocal.
Segundo o diretor de meio Ambiente hoje ciente da gravidade da situação a atual prefeita Lorena D Gregório e equipe esta a buscar a solução deste gravíssimo problema de saúde publica junto ao governo do estado e a EMBASA, pois este já se arrasta por quase dezesseis anos sem se buscar uma solução definitiva para o problema.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS