Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook





Eventos



Anuncie aqui seu evento! Apoio cultural Itiruçu Notícias

Versículos Bíblicos


Colunas

O Seu Direito


Editorial

Salve, salve Itiruçu! 82 anos de Itiruçu de emancipação

Um embrião surgiu aos pés do morro imponente e grande por natureza, e banhado pelas aguas da lagoa Tiririca, foi assim que surgiu Itiru...


Notícias mais populares

Padre Fábio de Melo revela ter Síndrome do Pânico pela 2ª vez

Edição: Neto Oliveira - Itiruçu Notícias - segunda-feira, 21 de agosto de 2017 - 0 Comentários


O Padre Fábio de Melo revelou que está  fazendo tratamento por ter  a síndrome do pânico, tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente.
Há dez dias o Padre Fábio de Melo revelou, nas redes sociais, que está enfrentando a Síndrome do Pânico pela segunda vez. " Meus queridos amigos, Saibam por mim o que sobre mim é verdade. Há 3 meses enfrentei um problema grave familiar. Desde então parei de dormir direito e passei a enfrentar uma angústia muito grande.

Há 20 dias tive sintomas de síndrome do pânico, diagnóstico que já tinha tido 2 anos atrás e que superei muito rapidamente na época. Desta vez foi muito diferente. Fiquei praticamente uma semana trancado em casa, com sensação de morte, tristeza profunda e medo de tudo. Nunca chorei tanto na minha vida. Meu amigo e médico Dr. Víctor Sorrentino recomendou-me uma psiquiatra de sua confiança. Desde então estou fazendo um tratamento. Os medicamentos fizeram uma enorme diferença. Tenho conseguido cumprir meus compromissos e procurado fazer uma rotina mais leve que me permita estar entre amigos que amo. Estou me sentindo bem melhor, ainda que não me sinta inteiro." revelou o padre.
Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, ele contou que chegou a ficar trancado em casa e se escondia debaixo da cama durante as crises.
O padre lembrou que tinha ido para Fortaleza no final de julho e, durante o pouso, teve um sintoma semelhante ao que já tinha passado. "Ali eu já não senti vontade de sair do avião", disse. Na ocasião, ele tomou um medicamento e foi para o hotel. Ao retornar para sua casa todos os sintomas voltaram. "Eu desabei. As vezes eu me pegava me escondendo debaixo da cama. Tamanho o pavor que eu sentia", completou.

Ele revelou ainda que nos dias dos ataques de pânico só queria falar com a mãe e que a doença abalou muito sua fé. "Foram dias em que eu decidi tanta coisa dentro de mim. Eu pensei: eu não quero mais ser padre. Eu não tenho mais coragem de enfrentar as pessoas. Não tenho mais condições de ser quem eu sou""Eu tenho que pensar o tempo todo que vou dar conta. Que isso não é um bicho de sete cabeças. Ajudado pela química que já está no meu organismo. Eu tinha um pouco esse preconceito", comentou sobre os remédios e que o proximo passo  é a terapia.
"Hoje eu estou mais confiante. Retomei essa fé que me move. Se eu já tinha um respeito sobre o sofrimento humano e pelo mistério que é o ser humano. Hoje eu tenho muito mais", afirmou.
"Por ora é viver, buscar o equilíbrio que Deus me concede através das escolhas que posso fazer" também comentou em sua pagina no Instagram. 
Foto Instagram


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif
COMPRE AQUI

Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241