Padre Fábio de Melo revela ter Síndrome do Pânico pela 2ª vez - Itiruçu Notícias
Arrow
MENSAGEM DE ANO NOVO

Campanha


EDITORIAL

Viajando no tempo: do Jornal Itiruçu, evoluindo até o Itiruçu Notícias


O tempo urge e as memórias ficam, para revela a sua história. Recebi do amigo poeta Claudio Fernandes uma lembrança dos primeiros passos na área da informação. Na época não tinha internet, blogs, redes sociais, sites muito mesmo WhatsApp, mas já naquela época dávamos os primeiros passos na área da comunicação escrita. CONTINUE LENDO


COLUNISTAS

Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS EM 2017


Padre Fábio de Melo revela ter Síndrome do Pânico pela 2ª vez

Por: Itiruçu Notícias - - segunda-feira, 21 de agosto de 2017 - 0 Comentários


O Padre Fábio de Melo revelou que está  fazendo tratamento por ter  a síndrome do pânico, tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente.
Há dez dias o Padre Fábio de Melo revelou, nas redes sociais, que está enfrentando a Síndrome do Pânico pela segunda vez. " Meus queridos amigos, Saibam por mim o que sobre mim é verdade. Há 3 meses enfrentei um problema grave familiar. Desde então parei de dormir direito e passei a enfrentar uma angústia muito grande.

Há 20 dias tive sintomas de síndrome do pânico, diagnóstico que já tinha tido 2 anos atrás e que superei muito rapidamente na época. Desta vez foi muito diferente. Fiquei praticamente uma semana trancado em casa, com sensação de morte, tristeza profunda e medo de tudo. Nunca chorei tanto na minha vida. Meu amigo e médico Dr. Víctor Sorrentino recomendou-me uma psiquiatra de sua confiança. Desde então estou fazendo um tratamento. Os medicamentos fizeram uma enorme diferença. Tenho conseguido cumprir meus compromissos e procurado fazer uma rotina mais leve que me permita estar entre amigos que amo. Estou me sentindo bem melhor, ainda que não me sinta inteiro." revelou o padre.
Em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, ele contou que chegou a ficar trancado em casa e se escondia debaixo da cama durante as crises.
O padre lembrou que tinha ido para Fortaleza no final de julho e, durante o pouso, teve um sintoma semelhante ao que já tinha passado. "Ali eu já não senti vontade de sair do avião", disse. Na ocasião, ele tomou um medicamento e foi para o hotel. Ao retornar para sua casa todos os sintomas voltaram. "Eu desabei. As vezes eu me pegava me escondendo debaixo da cama. Tamanho o pavor que eu sentia", completou.

Ele revelou ainda que nos dias dos ataques de pânico só queria falar com a mãe e que a doença abalou muito sua fé. "Foram dias em que eu decidi tanta coisa dentro de mim. Eu pensei: eu não quero mais ser padre. Eu não tenho mais coragem de enfrentar as pessoas. Não tenho mais condições de ser quem eu sou""Eu tenho que pensar o tempo todo que vou dar conta. Que isso não é um bicho de sete cabeças. Ajudado pela química que já está no meu organismo. Eu tinha um pouco esse preconceito", comentou sobre os remédios e que o proximo passo  é a terapia.
"Hoje eu estou mais confiante. Retomei essa fé que me move. Se eu já tinha um respeito sobre o sofrimento humano e pelo mistério que é o ser humano. Hoje eu tenho muito mais", afirmou.
"Por ora é viver, buscar o equilíbrio que Deus me concede através das escolhas que posso fazer" também comentou em sua pagina no Instagram. 
Foto Instagram


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif