Jequieense é destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática - Itiruçu Notícias
Arrow
formatura do Proerd em Itiruçu - Imagens Wilson Novaes


Passeio Cicloturismo de Itiruçu



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO


COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Jequieense é destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática

Por: Itiruçu Notícias - sexta-feira, 28 de julho de 2017 - 0 Comentários


Não faz muito tempo e víamos estampado nas manchetes de vários jornais Brasil a fora, a conquista olímpica de um jovem morador da cidade de Ubaitaba, no sul baiano. Sim estamos nos referindo ao Isaquias Queiroz, medalhista na canoagem que se tornou referência para muitos jovens.
Esta introdução serve para nos alertar para o fato de que a nossa cidade que por algumas vezes figura em matérias negativas, tem a oportunidade de reconhecer a trajetória de uma adolescente que embora não resida mais aqui, leva consigo o orgulho de ser Jequieense. Maria Eduarda Brandão Souza, com apenas 14 anos de idade, acaba de ser homenageada entres os três melhores alunos, na 12 ª Olímpiada Brasileira de Matemática das Escola Pública. Duda, como é conhecida subiu ao poduim, em Feira de Santana, numa solenidade que emocionou aos participantes, principalmente pela história de vida, dos homenageados.
Eduarda Iniciou sua vida de aprendizagem em uma escola no bairro Mandacaru em Jequié, depois foi morar em Jaguaquara passando a estudar no colégio Luzia Silva, referência em educação no Vale do Jiquiriçá, tendo que abandonar a escola por falta de condições financeiras dos pais em cumprir os 50% da bolsa de estudo que a escola ofereceu, mesmo assim sempre foi muito determinada e com todo carinho e afetividade do papai Marcos, da dinda Liu e claro da mamãe Juci, ela constrói sua trajetória de superação a cada novo obstáculo.
Maria Eduarda, reside hoje com a mãe em Iaçú, assumindo a condição de aluna destaque do Centro Educacional que leva o nome da cidade. Motivo de orgulho para que a conhece e certeza de que essa vitória faz parte de um conjunto de tantas outras realizações que o destino a reservou e que a proteção de Deus garantirá.
Fonte: Eliane Rodrigues/Jequié News


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif