Artista transpop grava clipes em Salvador - Itiruçu Notícias
Arrow
Campeonato Brasileiro Serie C - Juazeirense x Remo Ao Vivo

Campanha Cores da Saúde



EDITORIAL

Reflexão do sofrimento superado pela Fé

As lágrimas escorrem como sangue de uma ferida, difícil de estancar.
As batidas do coração doem a cada pulsação.
O olhar que não encontra uma saída nem mesmo alguém que possa compreender, quando se está no chão.
Não há uma mão pra te levantar, mas várias para te empurra no abismo. Apagar a luz no fim do túnel com um sopro para que não enxergue a saída.
Mas com tua em fé em Deus, louvai, porque ele é bom
Em Salmos 107.06 diz “E clamaram ao Senhor na sua angústia, e os livrou das suas dificuldades.”
Pois Deus conhece as duas dores e os seus sofrimento .
Os retos o verão, e se alegrarão, e toda a maldade tapará a boca.
Quem é sábio observará estas coisas, e eles compreenderão as bondades do Senhor. Salmos 107:42,43 CONTINUE LENDO

COLUNISTAS



Coluna Joselito Fróes: Êta lê lê! : O Bar São Jorge

Existem certas relíquias que o tempo faz questão de perpetuar. Passa-se o tempo e a suas lembranças continuam vivas em nossos corações...


MAIS LIDAS DO MÊS


Artista transpop grava clipes em Salvador

Por: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 25 de julho de 2017 - 0 Comentários

Já aplaudido em palcos de Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Salvador, São Paulo, Itália e Bélgica, o artista transpop Rohmanelli está em Salvador para gravar o clipe de uma versão remix de Mantramovimento – seu primeiro single após o lançamento do álbum “Anomalous”, em 2016. Também grava uma versão remix de Eu não quero namorar, do repertório de “Anomalous”, com a participação da dupla de rap baiana Conceito Articulado, da cidade de Cachoeira.

A gravação, no Centro Histórico da capital baiana, tem a direção artística do fotógrafo e cineasta Pico Garcez, conhecido por trabalhos para artistas como Ivete Sangalo e Claudia Leitte.

Rohmanelli é um cantor e compositor italiano que mora no Brasil e tem sido artista desde a sua infância na Itália, durante a qual praticou dança, teatro e, claro, desenvolveu sua paixão pela música. Mantramovimento, seu primeiro maxi single, é um exemplo perfeito do que ele chama de TRANSPOP: uma estrutura tipicamente pop com uma parte rítmica principal, um formato de canção com versos breves e refrões que se repetem melodicamente.

Mas ao contrário do pop tradicional, o conteúdo das músicas do TRANSPOP não busca agradar a audiência ou atingir o público de forma superficial, já que se aproxima mais do rock, punk ou rap, por isso o artista o define como techno-punk. “TRANSPOP está aqui para questionar tudo: conceitos, gêneros musicais e sociais e promove a idéia de dissolução de todos os locais definidos e identidades fixas. É TRANSPOP porque continua a sofrer mutações e desconstruções, como a complexidade da realidade”, afirma Rohmanelli.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

PARCEIROS



 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif
 photo GS-SOMgif_zpszfpbff8c.gif