Trabalhadores dos Correios decidiu manter a paralisação - Itiruçu Notícias - Você conectado com a informação
Arrow
NOTÍCIA EM DESTAQUE

Heron Castro recebe apoio do deputado mais votado da Bahia

As eleições 2020 caminha mesmo para ter três candidatos em Itiruçu. Nesta sexta-feira (09) o nome do empresario Heron Castro voltou a ficar em destaque.
Segundo informações o empresario recebeu o convite do Deputado Federal Pastor Sargento Isidório (AVANTE) para um encontro tendo como tema as eleições 2020 e os apoios políticos.
A decisão do Deputado Isidoro foi tomada após avaliações do cenário político no município.
O Deputado Federal Pastor Sargento Isidório foi o mais votado da Bahia, com 323 mil votos nas ultimas eleições. No encontro foram discutidos diversos assuntos, entre eles, o Deputado deixou o Partido Avante a disposição de Heron Castro para sua candidatura em 2020 além de seu apoio político. ..CONTINUE LENDO

HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA

A história que o povo conta; O Retratista

Este veículo marcou época em Itiruçu, no final da década de 60 e início da década de 70. De cor provavelmente verde-escura e ano de fabricação 1954.
Estacionada em frente ao Grupo Escolar Francisco Mangabeira, atual Secretaria de Educação , tendo a bordo: ...
CONTINUE LENDO

EDITORIAL

A Fé realiza os desejos de nossos corações


A Fé é acreditar que uma coisa é verdade e agir de acordo com essa crença. Todo mundo tem fé em alguma coisa. A Bíblia diz que devemos ter fé em Deus e no Seu poder para mudar nossa vida. Somos salvos pela fé em Jesus.
“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa àqueles que o buscam.” - Hebreus 11:6.
...CONTINUE LENDO
VERSÍCULOS BIBLÍCOS



BÍBLIA!
PARE! LEIA! REFLITA! PRATIQUE!
CLIQUE AQUI

Trabalhadores dos Correios decidiu manter a paralisação

Por: Redação Itiruçu Notícias - quinta-feira, 4 de maio de 2017 - 0 Comentários





Os trabalhadores dos Correios na Bahia estão há oito dias em greve, após decidirem aderir à paralisação nacional da categoria no dia 26 de abril. A categoria rejeitou a proposta da empresa, na última assembleia, realizada na terça-feira (2), em frente à agência central dos Correios, no bairro do Comércio, e decidiu manter a paralisação.
As negociações entre empresa e trabalhadores seguem sob mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Está prevista para esta quinta-feira uma reunião entre a direção da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), e o presidente dos Correios, Guilherme Campos.
O diretor de fiscalização do Procon-BA, Iratan Vilas Boas, diz que o consumidor que estão sendo prejudicado  deve formalizar a reclamação na empresa, como a operadora do cartão que emite a senha. "Caso não disponibilize meio alternativo, deve procurar um dos postos do Procon para fazer a reclamação e ter seu direito atendido", explica.

Em nota, os Correios informaram que, na Bahia, os trabalhadores cumprem a liminar deferida pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), que determina o efetivo mínimo de 80% em cada uma das unidades localizadas nas bases de atuação.
Para minimizar os impactos à população, os Correios afirmam que implementaram o Plano de Continuidade de Negócios, que inclui ações como deslocamento de empregados entre as unidades, apoio de pessoal administrativo e realização de horas extras.
No último final de semana, inclusive no feriado de 1º de maio, a empresa também promoveu mutirões para entrega de objetos postais. A empresa diz que, nas agências, todos os serviços estão sendo prestados, inclusive o Sedex e os do Banco Postal. Apenas os serviços com hora marcada (Sedex 10, Sedex 12 e Sedex Hoje) continuam suspensos.


A diretora do Sincotelba, Sandra Balbino, disse ao G1 que a categoria é contra a possibilidade de privatização dos Correios e o fechamento de unidades da empresas que estaria previsto para todo o país.
“A privatização dos Correios gera prejuízo para toda a população. Está previsto o fechamento de 200 agências em todo o país, principalmente em cidades pequenas. Lembrando que os Correios têm cunho social e as agências chegam em vários lugares como representantes bancários”, defende.
Ela afirma que os trabalhadores também reclamam da falta de atendimento pelas clínicas e hospitais credenciadas pelo plano de saúde dos Correios, o CorreioSaúde, e ainda pedem a tomada de medidas de segurança nas agências, como implantação de portas giratórias, devido ao aumento no número de assaltos.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do Itiruçu Notícias; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Colaboradores






MAIS LIDAS DO MÊS