Lançado Plano Estadual da Mãe Saudável que visa reduzir a sífilis - Itiruçu Notícias | Você conectado à informação!
Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook



Eventos



Colunas

O Seu Direito


EDITORIAL

A ideologia partidária deixada de lado

A ideologia partidária está se acabando a cada dia neste país, não tem como definir que é esquerda ou quem é Direita. Na política passa...


Versículos Bíblicos  



As Mais Clicadas da Semana

Lançado Plano Estadual da Mãe Saudável que visa reduzir a sífilis

Edição: Redação Itiruçu Notícias - terça-feira, 9 de maio de 2017 - 0 Comentários


Com o objetivo de reduzir a Sífilis congênita (transmissão de mãe para filho), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) lançou, nesta segunda-feira (8), o Plano Estadual da Mãe Saudável. O evento ocorreu na Maternidade de Referência José Maria de Magalhães Netto, localizada no bairro de Pau Miúdo, com a presença do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas. A iniciativa visa reduzir a transmissão vertical da Sífilis, doença que em 2016 atingiu 2.706 gestantes e, destas, nasceram 1.444 crianças contaminadas.

O Secretário da Saúde do Estado pontuou que a sífilis é um problema extremamente grave, mas com o tratamento adequado a chance de cura é de 100%. “O estado vai garantir a compra e distribuição para os municípios da penicilina benzatina, medicamento utilizado para o tratamento as sífilis”, disse ele. Fábio Vilas-Boas ainda destacou que o estado está investindo cerca de R$60 milhões para reestruturação das maternidades para que tenham condições de atender a demanda.
A meta inicial é reduzir em 20% a incidência da doença em menores de um ano até 2021. Com isso, a previsão é aumentar a cobertura da testagem durante o pré-natal em 80% até dezembro de 2021. Já referente ao tratamento, para este mesmo período, a estimativa é ampliar a cobertura das ações de profilaxia de transmissão vertical da sífilis em gestantes/parturientes e em crianças expostas, com a oferta de 80% de tratamento adequado de recém-nascidos com sífilis congênita. Para isso, o trabalho tem que ser em conjunto entre estado e municípios.
Ascom Sesab /fotos: Leonardo Rattes/Ascom Sesab


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif

COMPRE AQUI


Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241