Justiça liberta homem que tinha 'arsenal de guerra' em loja - Itiruçu Notícias | Você conectado à informação!
Arrow

Acesse e curta nossa FAN PAGE no Facebook



Colunas

O Seu Direito


EDITORIAL

"O Quinto dos Infernos" sustenta a corrupção no Brasil

Durante o Século 18, o Brasil-Colônia pagava um alto tributo para seu colonizador, Portugal. Esse tributo incidia sobre tudo o que fo...


Versículos Bíblicos  



As Mais Clicadas da Semana

Justiça liberta homem que tinha 'arsenal de guerra' em loja

Edição: Redação Itiruçu Notícias - sábado, 6 de maio de 2017 - 0 Comentários


A Justiça do Distrito Federal mandou soltar um dos dois suspeitos que foram detidos na loja de ferragens do Guará que abrigava cerca de 4 mil balas, cinco pistolas, revólveres, uma máquina para recarregar munição e R$ 40 mil.  A apreensão ocorreu em 8 de maio. Segundo o tenente Yuri Dezen, que participou da ação, entre as armas estão algumas de calibre .50, que têm grande poder de destruição.
Na época, a Polícia Militar classificou o material como "arsenal de guerra". O homem estava em prisão preventiva (sem tempo determinado) desde 10 de março.
No entendimento da juíza Delma Ribeiro, da Vara Criminal do Guará, não cabe mais a prisão preventiva porque o suspeito não representa uma ameaça para a sociedade e para o andamento do processo judicial.
Para a magistrada, apesar da grande quantidade apreendida de armas e munição, o crime não foi praticado com grave ameaça ou violência. "O paciente é primário e estão ausentes traços de periculosidade."
"Não é desconhecido que os presídios públicos estão superlotados e que a separação dos presos pela periculosidade torna-se mais difícil. Os magistrados devem ser sensíveis às circunstâncias de cada caso concreto", continuou a juíza.


Não se esqueça de ler isso também ...

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

Publicidade

 photo dra rita coacutepia_zpsxcdxnsbz.png

 photo gilmarblogif_zpsi4cfgiei.gif

COMPRE AQUI


Ou pelo WhatsApp:
(11) 98109 7241